PLANILHA DE MARGEM DE LUCRO DE FRETE: COMO USAR E QUAL A IMPORTÂNCIA?

planilha de margem de lucroEntender a planilha de margem de lucro não é difícil, mas existem empresários que não a consideram importante para a transportadora. O que é um erro gravíssimo. Afinal, sem uma planilha não é possível ter controle sobre seu negócio.

Por isso, trazemos o tema que pode melhorar a lucratividade e a competitividade da empresa no mercado de transporte, tanto para aqueles que trabalham com frota própria ou autônoma. Com este artigo você terá uma visão clara de todas as informações. Fique com a gente e continue a leitura.

Como funcionam as planilhas de margem de lucro de frete?

A Frete Com Lucro trabalha com cinco planilhas, sendo que quatro delas é para calcular o frete com rendimentos, tendo a opção de o usuário inserir a margem de lucro que pretende obter.

As fórmulas já estão prontas nas planilhas, você deverá inserir os custos de um veículo, as despesas da empresa e margem de lucro desejada para obter o valor do frete a ser cobrado. Cada planilha serve para um veículo e é muito simples de ser manuseada.

A transportadora realiza o cálculo com base em seus custos fixos e variáveis, diretos e indiretos. Por exemplo, o custo de uma operação é de R$ 10 mil e você pretende ter um lucro de 20%. Se computar os 20% em cima dos R$ 10 mil, o resultado será R$ 12 mil, mas o correto é fazer a porcentagem por dentro, ou seja, R$ 10 mil divido por 80%.

Primeiramente, apure o custo que terá e depois a margem de lucro. A planilha verificará quanto deve cobrar pelo frete para que consiga ter a margem desejada.

O que observar nessas planilhas?

É interessante a frase: faturamento é ego, lucro é ilusão e o que importa é fluxo de caixa. O lucro é considerado uma teoria, pois você estipulou esta margem de 20% na sua planilha, mas isto não quer dizer que realmente terá esta vantagem. Na prática, será o dinheiro entrando na sua conta que comprovará o lucro.

Lucro do frete

Observe que se você descontar todas as despesas que teve com a viagem, sobrará realmente o lucro desejado? O lucro está condicionado ao valor agregado da carga transportada. Se estiver transportando uma commoditie como a soja, não adianta querer ter lucros maiores, pois a concorrência é grande. Quem dita os valores é a lei da oferta e demanda. Tendo mais demanda pelo frete do que o volume de caminhões pode atender, o preço subirá.

O valor agregado da mercadoria pode ser exemplificado da seguinte maneira: o transporte de 1 quilo de soja e 1 quilo de ouro são iguais. No entanto, para fazer o frete do ouro será necessário maior segurança para evitar o roubo da carga. Soja e ouro tem o custo direto e indireto parecidos, com exceção da segurança. Entendeu como o valor agregado se torna mais vantajoso?

Retorno que cada rota gera para o negócio

Há muitas empresas de transporte trabalhando ainda por estimativa do mercado, sem realmente conhecer os seus reais custos e, assim, não conseguindo os lucros esperados. É imprescindível saber seus custos e calculá-los para chegar ao lucro. A partir do momento que você tem ciência de suas despesas, pesquise o mercado para entender quanto estão pagando por frete.

Há duas plataformas, Fretebrás e Truckpad, que trazem referências dos preços dos fretes. Uma espécie de marketplace que intermedia quem precisa do frete e quem poderá fazê-lo. Faça um comparativo para descobrir a margem que, geralmente, varia entre 10% a 20% no mercado.

Necessidade trabalhar com autônomos ou frota própria

Trabalhar com uma frota própria traz a vantagem da pontualidade nas entregas e proximidade dos seus clientes, como também, conseguir resolver eventualidades e confiar no serviço prestado. O controle dos veículos e funcionários são autonomia para tomadas de decisões. No entanto, a transportadora arca com todas as despesas de manutenção, depreciação, documentos, seguro etc.

Com o transportador autônomo as despesas com manutenção de veículo, aquisição de caminhão e depreciação não são dos gestores. Caso transporte mercadorias de baixo valor agregado é uma boa opção para reduzir gastos. Porém, tem o lado desvantajoso para quem transporta mercadoria de valor agregado, porque não é fácil encontrar um caminhoneiro com o padrão necessário, que saiba manusear a carga, não tenha dificuldade na pontualidade da entrega, dentre outros.

Custos envolvidos no frete

No transporte rodoviário, independentemente de ser autônomo ou empresa, os custos variáveis são do veículo:

  • combustível;
  • Arla 32;
  • pneus;
  • manutenção do veículo;
  • lubrificantes;
  • lavagens;
  • graxas.

Além destes, há os custos fixos do veículo, mesmo que ele não esteja rodando como:

  • IPVA;
  • seguro obrigatório;
  • licenciamento do veículo;
  • seguro do veículo.

Se for veículo próprio da transportadora, pode acrescentar ainda, o salário do motorista e os encargos sociais.

Os custos não vêm somente dos veículos, há outras despesas a serem consideradas:

  • diárias de viagem do motorista que é funcionário ou autônomo;
  • seguro da carga, acidente e roubo;
  • gerenciamento de risco;
  • eventualidades que geram custos;
  • impostos;
  • gestão do negócio.

Como obter melhores informações nessas planilhas?

A planilha de margem de lucro oferece inúmeras informações desde que seja preenchida adequadamente. Com ela você poderá ter informações sobre:

  • o cálculo da cubagem de uma determinada carga;
  • os seus custos fixos (diretos e indiretos);
  • os seus custos variáveis;
  • os custos diários de cada caminhão da sua frota;
  • os custos por quilômetro rodado de cada caminhão da empresa;
  • a margem de lucro líquido, por frete feito;
  • o preço do frete por peso;
  • cotações e margens de lucro diferentes;
  • o histórico dos fretes para efeito de comparações.

Quais benefícios as planilhas de frete trazem para a transportadora?

As planilhas de frete ou planilhas de margem de lucro trazem vantagens competitivas no mercado para sua transportadora. Por meio delas, você conseguirá controlar os fretes que realiza, desde as viagens até as despesas fixas, além de organizar os dados de toda a sua frota e das receitas alcançadas com os fretes.

Assim, você monitorará os fretes, motoristas e veículos de uma forma global.

Com todas estas informações sobre como conseguir uma margem de lucro de frete, agora você poderá implantar as planilhas para realmente saber como anda o seu negócio, pois foram mostrados os principais aspectos e sua importância para o sucesso de sua transportadora.

Pretende implantar as planilhas em sua empresa? Entre em contato conosco que explicaremos tudo que será necessário.