Como reduzir os custos logísticos 7 Boas práticas que vale a pena conhecer!
Como reduzir os custos logísticos 7 Boas práticas que vale a pena conhecer!

Muitas empresas e grandes gestores estão focados em aumentar a produção e, ao mesmo tempo, diminuir os gastos. No entanto, alcançar esse nível de excelência não é fácil. Se esse é seu objetivo, uma das formas de alcançá-lo é com a redução dos custos logísticos.

Engana-se quem acredita que a diminuição dos custos com logística somente é feita através do corte de funções ou demissão de funcionários. Embora isso contribua para a redução de despesas, por outro lado, poderá impactar na atividade da companhia — reduzindo suas receitas.

Portanto, saiba mais a seguir e conheça 7 boas práticas para reduzir os custos logísticos de empresas e transportadoras. Acompanhe!

Quais os tipos de custos logísticos? 

Para aprender como reduzir os custos logísticos, primeiro é necessário verificar quais são os tipos existentes. Veja os mais relevantes:

Armazenagem

Entre os principais custos logísticos estão as despesas referentes à armazenagem. Isso porque esse débito conta com o aluguel do armazém ou galpão onde os produtos serão depositados, gastos com paletes, matéria-prima, insumos, etc. 

Ademais, a produção que fica parada em seu estoque, além de consumir espaço, exige cuidados para que os produtos não sejam danificados ou fiquem impróprios para o consumo. Tudo isso pode ter grande impacto nos resultados financeiros de uma empresa.

Transporte

Gastos relacionados à venda de produtos e sua transferência entre pontos de armazenagem, unidades de distribuição, aquisição de veículos e manutenção, além de combustível e pedágio, são fatores que estão incluídos nos custos com transporte.

Os caminhões percorrem grandes distâncias e também ficam sujeitos a problemas por conta da qualidade da malha rodoviária brasileira. Há, ainda, os riscos de assalto ou roubo de carga. Portanto, os gastos com transporte representam um peso considerável no orçamento.

Embalagens

Uma fonte de custos que muitas empresas têm está relacionada à compra de embalagens. Ninguém quer receber um produto riscado, amassado ou avariado seja ele pequeno, médio ou grande. Portanto, os custos para embalar os itens devem estar nessa lista.

Recursos Humanos

Embora a tecnologia esteja cada vez mais desenvolvida, uma empresa não tem como funcionar sem a presença de recursos humanos. Assim, os gastos com salários, férias, 13º, vale-alimentação, vale-transporte, horas extras, entre outros estão entre os principais custos.

Também é importante ser feito um planejamento orçamentário para gastos com reajustes e negociações salariais. Por exemplo, o dissídio coletivo, alterações no plano de saúde com base na idade do funcionário, promoções, aumento salarial e assim por diante.

Por que é preciso reduzir os custos logísticos? 

A logística está diretamente atrelada à qualidade dos serviços de uma companhia — inclusive, de transportadoras. E isso, por sua vez, resulta em um grau maior de satisfação dos consumidores. Portanto, alcançar uma boa gestão de custos logísticos pode significar conquistar mais clientes e se destacar no mercado.

Conseguir reduzir os custos logísticos sem perder um alto nível de qualidade é uma tarefa que, embora seja desafiadora, é necessária — principalmente diante de cenários econômicos desfavoráveis ou períodos de crise. 

Quando o risco empresarial aumenta, o mercado tende a ficar mais fragilizado. Dessa forma, as empresas que conseguem reduzir seus custos têm maiores chances de manter suas atividades e enfrentar problemas com resiliência.

Como reduzir custos de logística com 7 boas práticas?

Tendo visto os tipos de custos logísticos existentes e a importância de reduzi-los, está na hora de aprender como fazer, certo?

Então veja 7 boas práticas de redução de custos logísticos que vale a pena conhecer!

1. Faça um planejamento de metas

O primeiro passo para começar a reduzir custos com logística é fazer um planejamento de metas. Estudar as fontes de despesas ajuda a identificar as oportunidades de redução de custos e pontos que merecem atenção. Além disso, estipular metas auxilia no acompanhamento dos resultados.

2. Mapeie os processos logísticos

Ter traçado o procedimento logístico de sua empresa é importante para encontrar ineficiências ou processos que podem ser aprimorados. Através desse mapeamento o gestor conseguirá reorganizar a rotina de atividades de modo a evitar gastos desnecessários e desperdícios.

3. Implemente uma roteirização eficiente

Como visto, os gastos com transporte podem ser caros. Por isso, implementar uma roteirização eficiente que identifique os melhores trajetos, horários de menor trânsito e rotas perigosas a serem evitadas contribui para a redução de custos e aumento do número de entregas.

4. Contrate um seguro de carga

Embora a contratação de seguro de carga possa parecer um aumento de gasto, ela é capaz de gerar bastante economia. No Brasil, a segurança pública deixa a desejar, e roubos de carga podem onerar a companhia — que ficará sem receber pelo produto.

Para prevenir gastos com imprevistos, o melhor cenário e contar com um seguro de carga. Atualmente existem opções bastante acessíveis, que podem ser contratados por viagem ou planos mensais.

Além disso, é importante buscar uma corretora de seguros que entenda exatamente sua necessidade. Muitas vezes, um corretor de seguros que trabalha com apólices em geral pode não saber como gerenciar as coberturas que suas cargas precisam. Aqui a dica é buscar uma corretora que trabalha com especialistas em seguro de carga e seguro de transporte, de forma a garantir cobertura e preço justo.

5. Invista em automação

A tecnologia é uma boa aliada quando se fala em redução de custos. A automação de atividades repetitivas, que podem ser feitas por máquinas ou softwares, otimiza o tempo e a eficiência dos processos logísticos. Assim, empresas e transportadoras podem produzir mais, gastando menos.

6. Utilize formas de entregas alternativas

Entregas de produtos de menor peso e volume podem ser realizadas por meio de fretes alternativos. Dessa forma, possuir veículos menores — como pick-ups, vans, pequenos utilitários ou, até mesmo, motos — são estratégias baratas e rápidas de entregar seus produtos, reduzindo custos logísticos.

7. Monitore indicadores de desempenho logístico 

O uso de indicadores de desempenho logístico (KPIs) é relevante por demonstrar a performance do seu negócio. Acompanhar esses dados possibilita encontrar a causa raiz dos problemas logísticos enfrentados. Com isso, é possível intervir no processo e corrigir essas falhas.

Conseguiu aprender como reduzir os custos logísticos? Existem diversas formas de diminuir os gastos com logística. Desse modo, continue estudando sobre o assunto para encontrar aquelas que fazem mais sentido para o seu negócio.

Quer evitar problemas com furto ou roubo de carga? Conheça os seguros ofertados pela Mutuus, parceira da Frete com Lucro!