O que é logística de armazenagem, como funciona e qual sua importância para transportadoras? Entenda!

Publicado em 20/02/ 2024

Há várias decisões que uma transportadora precisa tomar para ter sucesso no mercado, como ter um quadro de colaboradores capacitados e adotar as tecnologias certas para automatizar atividades. Junto a isso, ela também deve zelar por uma eficiente logística de armazenagem.

Como veremos ao longo deste conteúdo, esse processo relaciona-se com diversas operações, desde o momento em que as mercadorias chegam ao armazém da transportadora até o instante em que elas saem para o cliente.

O ponto é: cada uma dessas e das outras etapas restantes têm de estar imersas em boas práticas de logística. É isso que tornará todo o processo logístico promissor, gerando, ao final de tudo, boa reputação para a transportadora, assim como lucratividade e clientes satisfeitos.

Para entender o assunto, confira os principais pontos sobre a logística de armazenagem.

Armazenagem: o que é?

Antes de entendermos a logística de armazenagem, é vital esclarecermos alguns “conceitos-chave”. Um deles é a armazenagem, que se trata de uma atividade focada em guardar, conservar e organizar itens, como materiais, produtos e mercadorias, em um local específico.

Essa operação envolve uma variedade de processos, todos voltados para assegurar a sua organização e eficiência.

Armazenagem e estocagem: qual a diferença?

Você pode acabar confundindo esses conceitos devido aos aspectos similares com os quais eles dois lidam. Assim, é preciso destacar a diferença entre armazenagem e estocagem. 

De um lado, a armazenagem, que acabamos de conceituar, é mais ampla. Ela está ligada tanto ao processo de armazenar os itens citados quanto ao processo de movimentá-los, fazendo-os percorrer todos os fluxos logísticos. 

Do outro lado, temos a estocagem, menos ampla e mais simples de entender.

Isso porque ela foca somente no processo de formar um estoque, mantendo os itens nele armazenados em segurança e nas condições adequadas. Ao contrário do anterior, esse processo não tem relação com a movimentação deles pelos fluxos logísticos.

O que é logística de armazenagem?

A logística de armazenagem refere-se ao conjunto de atividades cujo objetivo é regular e agilizar o fluxo de mercadorias entre os fornecedores e os clientes.

Assim, sendo vital para a gestão de estoques e para o atendimento de demandas, esse processo é o responsável por proteger, organizar, conservar, alocar e gerenciar materiais.

Ou seja, a logística de armazenagem garante o armazenamento seguro e eficiente de produtos. Isso vai desde a recepção até a expedição. Lembra que falamos sobre ela se relacionar movimentação de itens nos fluxos logísticos? Isso será detalhado ainda neste conteúdo.

Objetivos da logística de armazenagem: quais são eles?

São vários os objetivos da logística de armazenagem, alguns já mencionados brevemente. Isso acontece porque esse processo, além de complexo, envolve uma série de fatores. 

Entre esses objetivos, podemos destacar a redução de gastos operacionais ao mesmo tempo que mantém o serviço da transportadora com qualidade. Especificamente, estamos falando sobre diminuir as perdas de produtos, otimizar o espaço da armazenagem e adotar tecnologias que automatizam os processos logísticos.

Junto a esses, outros objetivos da logística de armazenagem são:

  • Gerar eficiência na transportadora por meio da otimização do tempo de entrega dos produtos e uso de sistemas de controle de estoque que garantam a rastreabilidade dos produtos;

  • Assegurar a qualidade dos produtos, mantendo-os em condições adequadas (temperatura, umidade etc.) e com boas práticas de higiene e sanitização;

  • Elevar a satisfação dos clientes mediante o atendimento ágil e, ainda, a diminuição de falhas na expedição de pedidos.

Quais as 7 etapas do processo de armazenagem?

Para entender como funciona a logística de armazenagem, devemos compreender as particularidades de todas as 7 etapas do processo de armazenagem. Afinal, embora todas estejam interligadas, cada uma possui um foco específico. 

Além disso, vale dizer que, eventualmente, você pode encontrar por aí algumas dessas etapas contidas em uma só. O importante é entender que todo o processo de armazenagem tem de seguir a ordem correta, começando no recebimento e finalizando na expedição.

Confira a seguir.

1 – Entrada

A primeira etapa da logística de armazenagem é a entrada: quando a transportadora recebe, no centro de distribuição, as cargas pelos veículos encarregados do processo de descarga.

Nesse sentido, há cenários variados aqui, como quando existem tipos de carga diferentes sendo recebidas nas docas. Isso faz necessário tipos de armazéns distintos para cada uma.

2 – Endereçamento

O endereçamento é a etapa seguinte ao recebimento da carga, cujo objetivo é dar destino para cada mercadoria.

Em termos práticos, algumas das ações que ocorrem aqui é conferir a nota fiscal e as informações do pedido. Assim, se houver alguma inconsistência, faz-se um registro disso.

Também ocorre nessa etapa a etiquetação das mercadorias para identificar o endereço de destino de cada uma no armazém. Uma forma de fazer isso é por meio do RFID, sistema de identificação que usa radiofrequência.

3 – Estoque

Feito o endereçamento de mercadorias? Ótimo, agora nessa nova etapa elas têm as suas etiquetas conferidas e, em seguida, são direcionadas a um local de estoque adequado.

Nesse momento, determina-se quais equipamentos — como empilhadeiras e paleteiras — serão usados para movimentar as mercadorias no armazém. 

4 – Identificação

Essa etapa serve só como transição entre o estoque e a separação. Afinal, como sugere a expressão, é quando o funcionário retira a mercadoria do estoque e a identifica para direcioná-la ao setor de separação.

5 – Separação

Sendo chamada de picking ou separação, é nessa etapa que as mercadorias começam a ser separadas/preparadas para o envio. 

Isso porque, depois de localizadas no armazém, elas são movimentadas até o local de separação.

A depender do cenário, essa etapa pode envolver a separação de mercadorias diferentes localizadas em vários locais do armazém para formar um único pedido. 

6 – Embalagem

O processo de logística de armazenagem está quase no fim: nessa etapa, a mercadoria é embalada corretamente. Isso é feito respeitando o tipo de produto, tamanho, proporção, entre outros fatores.

7 – Expedição

Finalmente, a última etapa do processo de armazenagem: a expedição. 

Se todas as etapas anteriores tiverem sido realizadas da forma correta, resta encaminhar o pedido do cliente para o veículo responsável por transportá-lo.

Essa etapa, feita por caminhões ou contêineres, por exemplo, exige medidas que assegurem a integridade da carga ao destino final.

Qual a importância da logística de armazenagem?

Como você deve ter percebido, o processo de logística de armazenagem traz vários pontos positivos, todos direcionados ao desenvolvimento de uma eficiente cadeia de suprimentos.

Um dos principais fatores que demonstram essa importância é evitar os problemas que a falta de controle do que entra e do que sai do estoque pode causar. Nesse caso, também podemos citar o fato de ela evitar o uso de equipamentos de armazenagem inadequados.

A logística de armazenagem tem, ainda, grande relevância por evitar que a empresa lide com o péssimo aproveitamento do espaço do armazém, gastos altos e desnecessários com muitas manutenções e problemas na hora de realizar a etapa de separação de pedidos.

Resumindo, quando uma empresa transportadora realiza uma eficiente logística de armazenagem, consegue gerar para si mesma maior produtividade e qualidade operacional. Como resultado direto disso, ela aumenta os seus lucros e a satisfação dos clientes.

Como fazer uma logística de armazenagem eficiente?

Para fazer uma logística de armazenagem eficiente, é crucial que algumas medidas sejam implementadas. Listamos algumas delas a seguir:

  • Considerando a demanda esperada, crie, de forma detalhada, um plano operacional. Faça isso também levando em conta os recursos disponíveis e as prioridades;

  • Sempre defina o tipo de estoque para cada produto com base em suas características, como perecibilidade e fragilidade. Isso beneficiará a armazenagem, evitando prejuízos;

  • Quais os custos de armazenagem? Mantenha sob controle as despesas ligadas às operações do armazém (mão de obra, equipamentos etc). Se achar oportunidades de redução de gastos, faça isso;

  • Acompanhe regularmente KPIs de qualidade operacional do armazém, como taxa de precisão de pedidos, índice de acuracidade do estoque e tempo de ciclo de picking.

Quais os desafios da logística de armazenagem?

Assim como em outros cenários que uma transportadora tem de lidar, a logística de armazenagem carrega certos desafios. Além do mais, trata-se de um processo complexo que envolve uma série de etapas, cada uma com detalhes que não podem ser negligenciados.

Nesse sentido, entre os principais desafios da logística de armazenagem, tem-se a maximização de espaço, que diz respeito à organização do armazém de modo a aproveitar com eficiência todo o espaço e, com isso, facilitar a movimentação de mercadorias.

Outros dois desafios são:

  • Conservação de qualidade dos produtos, já que isso requer o armazenamento deles em condições adequadas para evitar deterioração;

  • Otimização da mão de obra e equipamentos, que exigem, respectivamente, treinamento de operadores logísticos em prol do aumento da produtividade e manutenção regular para evitar paradas.

Vale ressaltar o controle de estoque como outro desafio da logística de armazenagem. Nesse caso, é crucial adotar métodos de contagem cíclica, bem como usar um sistema WMS, que fará o monitoramento em tempo real das entradas, saídas e dos níveis de estoque.

O que é armazenagem sustentável e como adotar na logística de armazenagem?

Somado a todos os elementos que tratamos ao longo deste conteúdo sobre logística de armazenagem, é crucial que a transportadora esteja a par da armazenagem sustentável.

Isso se dá especialmente por conta da crescente preocupação com os impactos da ação humana sobre o meio ambiente.

Assim, a armazenagem sustentável refere-se a uma abordagem para minimizar os impactos que operações de armazenagem têm sobre o meio ambiente. Isso, além de contribuir com a preservação da natureza, favorece a reputação da empresa diante de clientes e parceiros.

Exemplos práticos de armazenagem sustentável?

Quando uma transportadora utiliza embalagens ecológicas (aquelas feitas com materiais biodegradáveis ou recicláveis) ou quando ela investe em sistemas de iluminação LED para diminuir o consumo de energia elétrica no armazém.

Uma empresa transportadora também pode aplicar a armazenagem sustentável mediante:

  • Otimização de rotas de transporte, pois isso reduzirá a quilometragem percorrida e, consequentemente, a emissão de gases prejudiciais ao meio ambiente;

  • Armazenamento vertical, que se trata do uso de estantes, por exemplo, para diminuir o uso de espaço do armazém. Isso evitará que a empresa precise utilizar mais terras para expandir o galpão.

Como proteger seu armazém e evitar prejuízos financeiros?

Como falamos há pouco, há inúmeras decisões que uma transportadora precisa tomar para que consiga realizar uma logística de armazenagem promissora. 

A questão é que, junto a todas elas, existe outra medida em particular tão importante quanto: encontrar formas de evitar prejuízos financeiros caso acidentes aconteçam no armazém. Afinal, em qualquer tipo de negócio, imprevistos podem ocorrer, certo?

Nos referimos aos eventos que podem gerar grandes estragos ao armazém e tudo o que há nele, como alagamento, vendaval, danos elétricos e desmoronamento.

Isso, além de ocasionar prejuízos financeiros à transportadora, ainda paralisa as operações e atrasa as entregas, deixando os clientes insatisfeitos.

Portanto, diante dessas e outras complicações possíveis de acontecer, cada uma com potencial não só de prejudicar a logística de armazenagem que a empresa buscou implementar, mas a sua saúde financeira, é fundamental contar com uma proteção. 

É diante disso que surge o seguro de armazém, também denominado seguro de galpão. Ele é um produto de seguro focado em indenizar a empresa transportadora caso seu armazém tenha sido danificado por certos problemas, como esses que acabamos de mencionar.

Na prática, se acontecer algo que cause a deterioração das mercadorias no armazém, por exemplo, o seguro de armazém tem uma cobertura para isso.

Deseja proteger seu armazém e ficar seguro contra inúmeros imprevistos prejudiciais ao seu negócio?

Simule o seguro armazém com a nossa parceira Mutuus Seguros, corretora online de seguros que faz cotações nas melhores seguradoras do mercado para encontrar o seguro ideal para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
F-azul-transp.png

Seja um assinante Frete com Lucro e receba conteúdos exclusivos.