como-economizar-no-preço-do-diesel
Saiba como economizar no preço do diesel para seu caminhão

Os constantes aumentos de preço dos combustíveis anunciados pela Petrobras afetam desde o consumidor comum até as transportadoras e os caminhoneiros autônomos. A alta no preço do diesel, contudo, é o que mais traz despesas para o setor de transporte de cargas.

Isso porque o combustível é o fator de maior custo mensal para esse segmento. Então, diante dos números mais altos nos postos, é preciso pensar em medidas para não elevar demais o valor dos seus serviços aos clientes — repassando esse gasto maior.

Uma das soluções para não comprometer as finanças do seu negócio é otimizar o uso do combustível. Quer saber como fazer isso? Confira as 6 dicas deste post para economizar diesel no caminhão com a alta dos preços!

1. Adote boas práticas de direção

A primeira dica está relacionada ao modo como o motorista dirige nas estradas. Isso porque algumas condutas podem elevar o consumo de combustível — e trazer custos maiores para o transporte de cargas.

Logo, se você é autônomo é necessário ter atenção a alguns aspectos no momento de dirigir o caminhão. Já se você é gestor de transportadora, pode treinar seus motoristas para que eles adotem as boas práticas na estrada.

Algumas condutas que podem ajudar a economizar o diesel, compensando a elevação do preço do combustível, são:

Não usar o ponto morto

Um hábito comum entre muitos caminhoneiros é utilizar o ponto morto em declives. Porém, essa atitude consome mais combustível. Isso ocorre porque o veículo considera o ponto morto uma situação de marcha lenta e aumenta o consumo do diesel para o caminhão não parar.

Outro fator é que os modelos mais novos de caminhões têm um sistema que corta a injeção de combustível quando não há aceleração e o veículo está engatado. Além de ser uma conduta de risco, o ponto morto é considerado uma infração média.

Assim, ele pode gerar mais custos não só com o diesel, mas também com multas. O hábito pode, ainda, trazer prejuízos para a mecânica do veículo a longo prazo — aumentando os gastos com manutenção.

Trocar a marcha no momento certo

Quando é preciso forçar a aceleração do veículo também há um gasto maior de diesel. E essas situações podem acontecer pela troca errada de marcha. 

Então é importante que o motorista conheça bem o caminhão para que faça as trocas de marchas nos momentos certos. Esse cuidado evitará a perda de velocidade, além de otimizar o uso do combustível.

Dirigir em velocidade média

Ao transitar em velocidade muito elevada, o gasto de diesel é maior e a possibilidade de acidentes ou de levar uma multa também. A dica, portanto, é dirigir em velocidade média, pois você consegue economizar combustível, reduzindo o impacto da alta do preço do diesel.

E, nesse aspecto, é importante que a transportadora seja organizada com as entregas, evitando uma pressão excessiva e cobranças aos motoristas. Com isso, eles podem conduzir com mais tranquilidade pelas estradas.

Além dessas recomendações, é importante também evitar freadas bruscas, não desligar o veículo em um congestionamento e usar o ar-condicionado somente quando necessário. Afinal, tudo isso aumenta o consumo.

blank

2. Escolha bem os postos de combustível

Considerando o aumento do preço do diesel, uma recomendação para economizar é fazer uma pesquisa de custos nos postos. No entanto, é preciso desconfiar de preços muito baixos. Desse modo, priorize postos de bandeiras conhecidas para evitar o uso de combustível adulterado.

Usar diesel de má qualidade pode ser perigoso, pois atrapalha o desempenho do caminhão e exige consertos e reposição de peças. Assim, sua rotina pode ficar paralisada, prejudicando seus clientes e elevando os custos do seu serviço.

3. Tenha eficiência nas rotas

Boas práticas de direção e a escolha de postos de combustíveis com valores mais acessíveis são medidas que reduzirão os custos com o diesel. Mas há outras atitudes que você pode tomar em relação aos trajetos realizados.

É fundamental fazer um planejamento das rotas — e a tecnologia pode ajudar. Pensar, por exemplo, na sequência das entregas, levando em consideração cada local, otimiza a rota a ser percorrida. O planejamento pode tornar viável reduzir custos e aumentar a receita. 

Além disso, existem aplicativos que dão sugestões de melhores trajetos ou apontam se há congestionamentos em determinada avenida. Usando o conhecimento e os recursos digitais, é possível pensar em horários para trafegar em que o trânsito está mais calmo. 

Assim, evita-se que o motorista perca tempo em vias com muito movimento — o que eleva o consumo de combustível.

4. Mantenha a manutenção dos veículos em dia

Para driblar a alta de preço do diesel, um ponto essencial é manter as manutenções dos caminhões em dia.  É preciso trocar fluidos e filtros, fazer o alinhamento, verificar o sistema de resfriamento do veículo, entre outras medidas de revisão. 

Com isso, você aumenta a performance do caminhão e otimiza o uso do combustível. Sem contar que prevenir é melhor do que remediar. E, no caso de caminhões, os gastos podem ser bem elevados, certo?

5. Calibre os pneus com frequência

Além das revisões periódicas nos veículos, uma conduta que ajuda a economizar combustível é fazer a calibragem dos pneus. Isso porque rodar com os pneus sem calibrar exige mais do motor, levando ao maior consumo de diesel.

Logo, os motoristas devem ter esse cuidado em seu dia a dia de trabalho. A recomendação é calibrar os pneus antes de cada viagem ou, para veículos que realizam trajetos mais curtos, fazer a calibragem uma vez por semana. 

6. Tenha um controle do peso das cargas

A última dica é em relação aos pesos das cargas transportadas. É preciso respeitar o limite de peso do caminhão para não exigir demais da suspensão, pneus e, consequentemente, do motor. 

O excesso também desgasta mais rápido as peças do veículo, exigindo trocas e mais gastos. Tudo isso eleva bastante o consumo de diesel, além de ser uma conduta irregular que pode gerar multas para a transportadora.

Como você viu, o aumento do preço do diesel traz dor de cabeça para autônomos e empresas do setor de transporte de cargas. Diante disso, é necessário reforçar as medidas para economizar combustível — como as 6 recomendações que você acompanhou neste post!

Se você quer manter a saúde financeira da sua empresa de transportes também deve garantir a segurança do seu patrimônio, certo?