Gestão de Pneus o que é e como reduzir os custos do transporte com ela
Gestão de Pneus o que é e como reduzir os custos do transporte com ela

Ao pensar em redução de custos no transporte, seja para transportadoras ou para motoristas autônomos, a gestão de pneus é um ponto de atenção. Saber como realizar essa prática com eficiência é fundamental por diversos motivos.

O primeiro deles é a própria segurança: a atenção com esse ponto também envolve manutenção e cuidados com o caminhão. Ademais, é possível diminuir despesas e garantir mais longevidade aos pneus dos veículos.

Quer entender mais sobre o assunto e sua importância? Então confira o artigo a seguir para aprender com detalhes!

O que é a gestão de pneus?

Antes de aprender a fazer uma gestão de pneus e por que ela é tão importante, você deve saber o que ela significa, não é mesmo? Assim, conseguirá incorporar essas técnicas na sua transportadora ou mesmo como autônomo.

A gestão de pneus se define por técnicas mecânicas e procedimentos administrativos. Eles estão relacionados ao controle e acompanhamento do uso dos acessórios, com a finalidade de avaliar rendimento e durabilidade.

O principal objetivo é trazer mais longevidade para os pneus, sem perder qualidade e segurança. Isso traz consequências muito importantes para a transportadora e para o motorista, como você verá adiante.

Qual é a importância da gestão de pneus?

Agora você já sabe o que é a gestão de pneus. Apesar de haver elementos comuns, as etapas do procedimento podem ser adaptadas à sua realidade ou à sua empresa. Por isso, a gestão deve ser sempre feita de modo personalizado.

Mas, afinal, qual é a importância de realizar a gestão de pneus e por que você deve fazê-la? Nesse cenário, há alguns benefícios fundamentais tanto para a transportadora quanto para o motorista autônomo.

O primeiro benefício é a segurança. Pneus desgastados demais ou com problemas são causas frequentes de acidentes. Assim, os motoristas, colaboradores e terceiros que trafegam nas rodovias correm sérios perigos pela falta de gestão.

Além disso, a vida útil dos pneus aumenta e você terá um melhor controle do desempenho dessas peças. Com essa gestão, a empresa ou o profissional poderá verificar quais são as marcas mais duráveis e fazer uma relação de custo-benefício, por exemplo.

Tudo isso leva à redução de custos de forma geral na sua transportadora ou com o seu veículo. Pneus para caminhões e outros transportes são uma despesa considerável na sua operação. Por isso, conseguir reduzi-la é fundamental para o andamento do negócio.

Como fazer a gestão de pneus?

Fazer a gestão de pneus exige o cumprimento de algumas etapas. A seguir, você conhecerá cada uma delas, mas é possível adaptá-las à sua realidade. Nesse sentido, transportadoras poderão adotar alguns procedimentos diferentes dos motoristas autônomos, por exemplo. 

Confira!

Cadastre e colete informações dos pneus

O primeiro passo de uma boa gestão de pneus é coletar dados sobre eles. Ou seja, é preciso fazer um cadastro e anotações sobre as peças, formando um sistema de informações para ser utilizado como banco de dados.

Somente com essas informações detalhadas sobre os pneus será possível fazer uma boa gestão. Afinal, se você não tiver dados sobre a realidade de sua empresa ou caminhão, não há como tomar decisões eficientes para redução de custo.

Com eles, será possível aplicar as próximas etapas com mais segurança para os seus objetivos. Os principais dados que devem constar nesse cadastro são:

  • tipos e marcas dos pneus utilizados;
  • quantidade de quilômetros rodados;
  • dimensões ideais;
  • tipo de caminhão em que eles foram utilizados;
  • motivos da troca;
  • datas dos rodízios realizados.

Planeje o rodízio e a substituição de pneus

O rodízio de pneus é uma estratégia muito conhecida e utilizada para o transporte rodoviário. Ele consiste na mudança de posição das peças, geralmente da parte dianteira para a traseira para equilibrar os períodos de desgaste.

Assim, os pneus desgastam por igual com a utilização, não ficando uns muito mais desgastados que outros. Isso aumenta a vida útil da peça e também evita trocas desnecessárias de apenas alguns equipamentos.

Outra estratégia utilizada por transportadoras é realizar a substituição de pneus com certa frequência. A periodicidade depende de diversos fatores, como fabricante, tempo de rodagem, rodízios realizados etc. 

Mas a ideia é que a substituição seja feita antes do fim da vida útil dos pneus e de possíveis avarias. Desse modo, reduz-se custos com consertos dos próprios pneus e do veículo e economiza-se com outros serviços, como guincho — além de prevenir acidentes.

Realize manutenções com frequência

Por fim, é fundamental montar uma rotina de manutenção da frota ou do seu próprio caminhão. A dica é utilizar planilhas e calendários para não perder esse controle e seguir à risca a rotina planejada.

Vale ressaltar que a manutenção não se trata apenas dos pneus. Muitos fatores do próprio veículo afetam o funcionamento, a vida útil e a segurança das rodas. Então sempre faça manutenções completas.

Procedimentos como calibragem frequente, alinhamento, balanceamento, manutenção de freios e amortecedores são fundamentais. Dessa forma, veja com que frequência isso deve ocorrer para o seu equipamento e siga as recomendações.

Como reduzir custos dos transportes com a gestão de pneus?

Como você percebeu, a gestão de pneus traz diversos benefícios. Mas é preciso saber que, em suas etapas, também há custos envolvidos. Então como é possível economizar se a empresa terá que gastar com os procedimentos?

Nossa dica aqui é automatizar todos esses processos contando com um software para a gestão de pneus ou mesmo planilhas. Existem diversas soluções no mercado e o intuito é tornar a administração automatizada e centralizada.

Ou seja, você pode contar com soluções para formar um banco de dados que faça cálculos automáticos. Também é possível montar um calendário que seja fácil e rápido de acompanhar, além de ter avisos para datas importantes, como as manutenções.

Com isso, você poderá fazer comparações e analisar se o seu planejamento realmente é eficiente. Ademais, também será mais fácil verificar se as metas e objetivos definidos foram cumpridos em prazos adequados.

Entendeu como a gestão de pneus funciona e pode reduzir seus custos? Então não deixe de aplicar essa estratégia no seu negócio ou para acompanhar suas viagens. Com um bom controle e planejamento será possível aumentar a lucratividade.

Outra forma de reduzir custos em transportes trata da contratação de um seguro de cargas. Então faça uma cotação com a nossa parceira Mutuus!