documentos para transporte de carga - Cte Danfe
Documentos para transporte de carga

5 Documentos Para Transporte de Carga que Você Deve Ficar de Olho

Entre as etapas de entrega de uma mercadoria, a emissão de documentos para transporte de carga é uma das mais importantes. Ela auxilia a empresa a ter mais agilidade durante a fiscalização, acompanhar melhor o fluxo de suas mercadorias e evitar prejuízos.

Para te auxiliar, preparamos uma lista com os principais documentos para transporte de carga que o negócio deve emitir. Veja a lista abaixo e saiba quando cada um deve ser utilizado!

1. DANFE

O Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica permite o acesso ao arquivo da Nota Fiscal Eletrônica. Além disso, ele comprova a entrega da mercadoria ao seu destinatário. A emissão é feita com ferramentas específicas, vinculadas à secretaria da Fazenda do estado em que a empresa se encontra.

2. Carta Frete Eletrônica

Também conhecida como CF-e, esse é um dos documentos para transporte de carga obrigatórios quando o serviço de frete envolve até três veículos com um pagamento realizado em conta corrente ou cartão. Ele consegue garantir ao motorista o pagamento correto dos valores, elevar a arrecadação tributária e reduzir o número de fraudes em transportes autônomos. Além disso, esse documento facilita a comprovação de renda para o motorista autônomo.

3. CT-e

Sigla para Conhecimento de Transporte Eletrônico, o CT-e é um documento emitido e armazenado eletronicamente. A sua criação permite ao governo e ao negócio ter uma documentação acessíveis sobre a prestação de qualquer serviço de transporte entre duas companhias.

Em outras palavras, o CT-e foi criado para modernizar a emissão de documentos fiscais para transporte de carga. Validado com um certificado digital, ele simplifica rotinas tributárias e melhora o acompanhamento das operações.

Powered by Rock Convert

4. MDF-e

O Manifesto de Frete Eletrônico, o MDF-e, foi criado para agilizar o registro de documentos fiscais e identificar todas as características do processo de transporte de uma carga. O MDF-e substitui dois documentos: o manifesto de carga modelo 25 e a Capa de Lote Eletrônica, também conhecida como CL-e.

A emissão do MDF-e é obrigatória caso a empresa de transporte contenha mais de um CT-e. Ele também é utilizado por companhias com uma frota própria, arrendada ou que contratam um prestador autônomo de transporte de cargas com mais de uma nota fiscal.

5. Nota Fiscal Eletrônica

A Nota Fiscal Eletrônica substitui uma série de formulários fiscais. Assim, o governo e as empresas podem simplificar as suas operações e diminuir gastos no momento em que uma venda for registrada.

A NF-e é um documento emitido e armazenado digitalmente. Ele também pode ser utilizado para a comercialização de serviços e tem a sua validade jurídica garantida com uma assinatura digital do emissor e da Fazenda.

O transporte de mercadorias é uma atividade fundamental para o processo de compra e vendas de um produto. Se erros e atrasos ocorrem, a companhia pode perder clientes e ter prejuízos relacionados ao cancelamento de pedidos e ao pagamento de multas.

Portanto, todo negócio deve estar atento e sempre buscar otimizar cada ponto do seu processo de logística. Do investimento em soluções para o rastreamento preciso da frota a melhorias no processo de emissão de documentos para transporte de carga, todos os pontos precisam ter um alto nível de qualidade. Assim, a companhia poderá entregar bons resultados a seus consumidores sempre.