Romaneio de carga: o que é e qual a importância para a sua transportadora?
Romaneio de carga: o que é e qual a importância para a sua transportadora?

Romaneio de carga: o que é e qual a importância para a sua transportadora?

Uma empresa que trabalha com transportes precisa manter um controle eficiente de mercadorias e viagens. É nesse sentido que o romaneio de carga atua, garantindo que a organização seja feita da melhor forma.

Você conhece esse documento e como ele funciona? Entender suas características e saber como fazer um romaneio é muito importante para a administração de sua transportadora. Por isso, se você quer potencializar sua gestão, não pode perder este artigo.

Nele você descobrirá o que é romaneio de carga, como ele funciona e a importância para a transportadora e para autônomos. Confira a seguir!

O que é romaneio de carga?

Antes de entender como fazer um romaneio de carga e sua importância, é fundamental conhecer esse conceito. Ele é um documento utilizado para o transporte de cargas que faz uma listagem de todos os pedidos e mercadorias.

Dessa forma, constam no romaneio de carga as principais informações sobre o que é transportado. Aqui se incluem a qualificação da mercadoria, quantidade, qualidade, volumes e outros dados fundamentais para a caracterização da carga.

Então ele serve para conferência de todos os produtos transportados, seja no embarque ou no desembarque. Assim, é possível determinar se a viagem ocorreu sem extravio ou transferência de mercadorias, por exemplo.

Também serve para facilitar a fiscalização, tendo em vista que será possível fazer uma conferência completa do transporte. Ademais, o romaneio auxilia o desembaraço aduaneiro em transportes internacionais.

Como ele funciona?

Não há uma forma padrão para a emissão do romaneio de carga. Assim, a transportadora pode utilizar planilhas simples, confeccionadas de acordo com as necessidades da empresa e do transporte.

No entanto, lembre-se de sempre incluir todas as informações necessárias para um bom relatório, para não deixar o documento incompleto. Logo, tudo que for necessário para controlar as mercadorias e a viagem realizada, deve constar na planilha.

Outra forma de emitir o romaneio se dá pela utilização de softwares próprios para transportadoras. Então, o próprio programa terá uma opção para emitir o romaneio de cada transporte que será realizado pela empresa ou transportador.

Vale ressaltar que o romaneio também é conhecido como packing list, uma expressão em inglês. Dessa forma, se você já utiliza um software na transportadora, a opção pode vir elencada com esse termo.

Uma vantagem de utilizar o software é a integração com outros processos internos da companhia. Assim, é viável controlar melhor as cargas e agilizar todo o procedimento de conferência e checagem dos produtos.

Outro benefício de fazer uso de um programa é a redução de erros em todas as etapas da emissão do romaneio. Como os dados serão integrados automaticamente, isso garante que não haverá problemas com digitação inadequada, por exemplo.

Quando o romaneio de carga é exigido?

Você já entendeu o que é o romaneio de carga e como ele funciona. Então agora é preciso conhecer suas características legais para que a empresa cumpra normas. Elas estão disciplinadas na Instrução Normativa SRF 680 e no Regulamento Aduaneiro, o Decreto n.º 6.759 de 2009.

Contudo, apesar de haver a citação a esse documento, não há uma determinação de como ele deve ser emitido. Apenas há a menção de que ele deverá ser utilizado quando aplicável ao transporte referido.

Por isso, o ideal é sempre utilizá-lo quando há emissão de documentos para a carga. Mesmo que não haja uma obrigação legal para o caso, como você viu, ele ajudará no controle e organização do transporte.

Vale ressaltar que quando há a declaração aduaneira, o romaneio de carga é obrigatório. O Regulamento Aduaneiro, inclusive, prevê uma multa de R$ 500 quando ele não é apresentado à autoridade competente.

Qual é a sua importância para as transportadoras?

Como você percebeu, o romaneio de cargas não é de emissão obrigatória — a não ser em transportes internacionais. Ainda assim ele pode ser muito importante para transportadoras e autônomos.

Conheça a seguir alguns benefícios de utilizar o romaneio de carga nas diversas situações:

Conferência de mercadorias e entregas

A primeira vantagem de manter uma rotina de fazer romaneio de cargas na transportadora você já conhece. Ela diz respeito à conferência de mercadorias e entregas realizadas pela empresa em suas contratações.

Dessa forma, será possível verificar quais produtos foram carregados e transportados e conferi-los no destino. Assim a transportadora consegue manter um controle bem preciso e reduz as chances de problemas nesse momento.

Informações sobre os transportes feitos

Com maior controle, a empresa também poderá manter uma base de dados confiável sobre os transportes realizados. Ou seja, informações sobre entregas cumpridas, volume de produtos, valores e outros detalhes estarão sempre em mãos.

Por isso, é fundamental que o romaneio esteja bem detalhado e completo. Essas informações podem basear decisões importantes e ser uma fonte para planejamentos estratégicos da companhia.

Dados para basear o pedido de indenizações

Fazendo um romaneio de cargas, o transportador também formará uma documentação a respeito do que está sendo transportado. Logo, se algum sinistro ocorrer durante a viagem, haverá dados para basear indenizações.

Se for requerido o pagamento de um seguro, reembolso de custos desnecessários por ato ilícito e outros problemas, por exemplo, haverá sustentação documental.

Prestação de conta dos motoristas

Os motoristas do transporte são responsáveis pela carga desde o seu embarque até a entrega. E é com o romaneio que eles podem prestar contas tanto ao cliente quanto às próprias transportadoras.

Ou seja, ao retornar ao pátio, ele mostrará os comprovantes de entrega e a conferência feita da carga. Assim, será possível fiscalizar o trabalho e verificar se tudo foi cumprido conforme o contrato.

Como fazer um romaneio de carga?

Após entender todas essas questões sobre o romaneio de carga, é preciso saber como fazer um relatório eficiente. Como vimos, não há um padrão nesse documento, mas você pode conhecer os dados mais importantes. 

Veja só: 

  • quantidades e volumes de todas as mercadorias;
  • identificação individualizada dos pedidos;
  • relação das notas fiscais incluídas;
  • embalagens utilizadas para a carga;
  • dados minuciosos sobre cada produto e outros detalhes fiscais.

Agora você já conhece o que é o romaneio de carga e por que ele é tão importante para transportadores! Lembre-se de utilizar uma padronização para esse documento e detalhar todos os dados importantes sobre o transporte!

Quer proteger as suas cargas contra sinistros?