Publicado em 28/12/ 2021

Tabela de capacidade de carga de caminhões [BAIXE GRÁTIS]

Você conhece a tabela de capacidade de carga de caminhões? Esta tabela, fruto de uma Resolução do CONTRAN, estabelece regras que devem ser seguidas nos serviços de transporte para gerar segurança a todos: desde o motorista ao pedestre.

Ainda, se as determinações da legislação a respeito dos limites não forem respeitadas, a empresa se sujeita às penalidades. Trata-se, então, de um assunto ao qual você, transportador ou motorista, precisa ficar de olho para não ser prejudicado.

Então, hoje, você vai saber mais sobre alguns tipos de caminhões, seus tamanhos e capacidades.

Continue aqui conosco, acompanhe a leitura e, em seguida, vamos disponibilizar gratuitamente a tabela de capacidade de carga de caminhões!

Tabela de capacidade de carga de caminhões: Por que a lei impõe limites?

Vamos imaginar um caminhão de frete transportando uma carga de 25 toneladas. Sem a divisão da carga por eixo – isto é, sem a pesagem por eixo – ele facilmente pode danificar as estradas, com sobrecarga.

Assim, é importante compreender que os limites da tabela de capacidade de carga de caminhões são determinados por profissionais especialistas, como engenheiros. Eles determinam levando em conta o uso do veículo e realizam testes para que as determinações possam ser feitas.

No fim do dia, o objetivo é manter as rodovias mais conservadas – evitando-se frequentes manutenções e problemas de infraestrutura.

Tolerância de peso na balança rodoviária: Entenda a lei

De acordo com a ANTT, a lei 7.408/85 tinha estabelecido a tolerância de 5%, considerando o limite de 45.000 kg para o PBT (Peso Bruto Total). O limite para autuação (multa) era, por sua vez, de 47.250 kg.

Essa tolerância para o excesso de peso por eixo foi alterada pela Resolução nº 104 de 21/12/99, de 5% para 7,5%.

Em 06 de junho de 2014, novamente, foi divulgada a Resolução 489, que elevou para 10% o limite de peso por eixo para veículos de carga. Mas havia uma ressalva: a regra só valia para veículos que não ultrapassassem o limite de 5% do PBT.

Já em 2021, o presidente Jair Bolsonaro sancionou uma lei que determinou o aumento de 10% para 12,5% a tolerância do limite de peso por eixo – isto é, da capacidade de carga – de veículos de carga e ônibus de passageiro.

Então, com esta última sanção, se o peso no eixo ultrapassar no máximo os 12,5%, não há previsão de aplicação de multas e penalidades.

Quais são os tipos de eixos de caminhões?

Tabela de capacidade de carga de caminhões: baixe gratuitamente

O eixo é o local onde as rodas de um veículo são instaladas. Trata-se, assim, de um garantidor do equilíbrio do veículo, de forma com que os pneus das laterais estejam ligados.

Nas regras que envolvem a tabela de capacidade de carga de caminhões e pesagem, por exemplo, os eixos são determinantes, uma vez que há diferentes tolerâncias para cada tipo deles. Além disso, eles também influenciam no valor do pedágio.

A seguir, confira os tipos e rodagens dos eixos:

Eixos simples

Os eixos simples são usados em transportes leves, comum em veículos como os VUC (veículos urbanos de carga). Eles se dividem em rodagem simples e rodagem dupla.

  • Rodagem simples: Conta com apenas um pneu em cada ponta do eixo. Este tipo de rodagem tem capacidade de carga de até 6 toneladas;
  • Rodagem dupla: Na rodagem dupla, por sua vez, são dois pneus em cada ponta. A sua capacidade de carga é de até 6 toneladas.

Eixos duplos

Confira as duas categorias dos eixos duplos:

  • Eixos tandem: Possuem rodas duplas e têm dois ou mais eixos seguidos. Eles não têm espaçamento entre os eixos e podem somar, no total, 8 pneus;
  • Eixos não tandem: Eles podem ter rodas duplas com espaçamento entre os eixos de 2 metros ou mais.

Eixos triplos

Os eixos triplos costumam estar presentes em caminhões de grande porte, que transportam cargas como cereais a granel, por exemplo. Eles sempre totalizam 12 pneus, contando com três composições de rodagem dupla. Assim como no caso dos eixos duplos, existe a diferença no tandem, isto é, no espaçamento entre os eixos.

Esta categoria também está presente na tabela de capacidade de carga de caminhões, que você vai conferir logo adiante.

Por que é importante realizar a pesagem por eixos?

Para determinar a capacidade de carga de um caminhão, a pesagem por eixos é importante porque ela evita a má distribuição da carga dentro do veículo. Dessa forma, evita-se desequilíbrio e tombamentos em curvas, por exemplo.

A projeção de caminhões na fábrica já considera determinados pesos por eixo. Então, se a pesagem por eixo não for considerada, freios podem ser mais facilmente danificados, bem como os pneus desgastados.

Assim, determinando a tabela de capacidade de carga de caminhões pelo eixo, é possível evitar maiores custos com manutenção, no longo prazo.

Em muitas estradas, existem as balanças dinâmicas. Nelas, o veículo deve passar em uma velocidade específica e o peso por eixo é determinado. Além de o procedimento estar alinhado com o cumprimento da lei, trata-se de maior segurança nas operações.

Capacidade veicular: Lotação, Tara, PBT, PBTC e CMT

Eu sei que os dois últimos parecem nomes de partidos políticos, mas não são. Na verdade, trata-se de uma característica definida por 5 medidas pela Lei da Balança. Elas são essenciais para a definição do peso na tabela de capacidade de carga de caminhões. Veja:

  • Lotação (L): Capacidade de carga útil. Sua indicação é feita por quilogramas, no caso do transporte de cargas;
  • Tara (T): Tara é o chamado “peso morto”, isto é, o peso de um veículo sem sua carga. Para chegar ao cálculo desse peso, é preciso somar pesos da carroceria, motor, chassi e outros componentes mecânicos;
  • Peso Bruto Total (PBT): Trata-se da capacidade máxima suportada por um veículo. É o resultado da Lotação (L) e Tara (T);
  • Peso Bruto Total Combinado: Semelhante ao anterior, mas, aqui, o cálculo é feito dos pesos brutos totais + seus reboques e/ou semirreboques que o compõem;
  • CMT: É uma sigla para Capacidade Máxima de Tração, responsável por indicar o limite de tração de um veículo. É indicado pelo fabricante, a partir de uma série de variáveis.

Tabela de capacidade de carga de caminhões: Baixe gratuitamente!

Nós preparamos para você, de forma gratuita, a tabela de capacidade de carga de caminhões. Ela é disponibilizada pelo DNIT e está de acordo com todos os limites legais, conforme a Portaria do DENATRAN nº 63/2009.

Nela, você pode conferir as silhuetas de todos os veículos e combinações, considerando grupo por número de eixos, características e seus limites.

Esperamos que você aproveite!

Capacidade de carga: Confira a representação de peso por eixo

Confira a representação esquemática de peso máximo admitido por eixo, de acordo com o DNIT. Esta representação está em alinhamento com o percentual de tolerância de 12,5%, determinado pela Lei nº 14.229 de 21 de outubro de 2021.

Eixo Dianteiro Simples: DS

  • Eixo isolado;
  • 2 (dois pneumáticos).
Tabela de capacidade de caminhões: eixo dianteiro simples

Eixo Traseiro Simples: TS

  • Eixo isolado;
  • 4 (quatro) pneumáticos.
Tabela de capacidade de caminhões distribuição por eixo

Eixo Traseiro Duplo: TD

  • Conjunto de 2 (dois) eixos direcionais;
  • 2 (dois) pneumáticos cada.
Tabela de capacidade de caminhões: distribuição por eixos

Eixo Traseiro Duplo: TD

  • Conjunto de 2 (dois) eixos em tandem;
  • 4 (quatro) pneumáticos por eixo.
Tabela de capacidade de caminhões: distribuição por eixos

Eixo Traseiro Duplo: TD

  • Conjunto de 2 (dois) eixos não em tandem;
  • 4 (quatro) pneumáticos por eixo.
Tabela de peso de balança para caminhões 2022

Eixo Traseiro Misto: TM

  • Conjunto de 2 (dois) eixos;
  • Um com dois pneumáticos;
  • O outro, com 4 (quatro) pneumáticos.
Tabela de capacidade de caminhões: distribuição por eixos

Eixo Traseiro Misto: TM

  • Conjunto de 2 (dois) eixos;
  • Um com 2 (dois) pneumáticos;
  • O outro, com 4 (quatro) pneumáticos.
Tabela de capacidade de caminhões dnit 2022

Eixo Traseiro Duplo: TD

  • Conjunto de 2 (dois) eixos em tandem;
  • Suspensão pneumática com 2 (dois) pneumáticos em cada eixo.
Tabela de capacidade de caminhões: distribuição por eixos

Eixo Traseiro Triplo: TT

  • Conjunto de 3 (três) eixos em tandem;
  • 4 (quatro) pneumáticos por eixo.
Tabela de capacidade de caminhões: distribuição por eixos

Eixo Traseiro Triplo: TT

  • Conjunto de 3 (três) eixos em tandem;
  • Suspensão pneumática, com 2 (dois) pneumáticos extralargos em cada eixo.
Tabela de capacidade de caminhões: distribuição por eixos

Tabela de capacidade de carga de acordo com o veículo

VEÍCULODESCRIÇÃOCOMPRIMENTOCAPACIDADE DE CARGA POR EIXO
Veículo Urbano de Carga (VUC)Possui menor porte e é utilizado em áreas urbanasDe 2,2 a 6,3 metros3 toneladas
Toco ou semipesadoEste veículo tem dois eixos, frontal e traseiro, sendo considerado 4×2.Em torno de 14 metros16 toneladas
Truck ou caminhão pesadoPara melhor carregar as cargas maiores, tem eixo duplo na carroceria e dois juntos.14 metros12 toneladas
Capacidade de carga de acordo com o veículo

Carretas

As carretas não possuem força motriz própria. Em razão disso, elas são conectadas ao cavalo mecânico – a força motriz que fica na parte fronteira, no qual é possível acoplar diferentes módulos. Esses módulos também são conhecidos como semirreboque.

A seguir, confira a tabela de capacidade de carga das carretas:

VEÍCULODESCRIÇÃOCOMPRIMENTOCAPACIDADE DE CARGA POR EIXO
BitremTem sete eixos e pode receber tração de cavalo mecânico trucado.19,80 metros57 toneladas
Carreta (2 eixos)Conta com cavalo mecânico e semirreboque. Cada um tem 2 eixos.18,15 metros33 toneladas
Carreta (3 eixos)Conta apenas com cavalo mecânico simples e um semirreboque. Cada um tem 2 e 3 eixos, respectivamente.18,15 metros41,5 toneladas
Carreta cavalo trucadoConta com cavalo mecânico trucado e semirreboque com 3 eixos18,15 metros45 toneladas
RodotremTrata-se de dois semirreboques, interligados por intermédio de um Dolly. Tem um total de 9 eixos.Entre 25 a 30 metros74 toneladas
BitruckConta com quatro eixosEm torno de 2,2 metros22 toneladas
Capacidade de carga de acordo com o veículo

Capacidade de carga de caminhões: A lei é tolerante?

Tabela de capacidade de carga de caminhões: a lei é tolerante?

Caso a fiscalização pegue um veículo cuja capacidade de carga excede o que é previsto na lei, ele só poderá prosseguir com a viagem após descarregar a mercadoria excedente.

Embora tenha havido atualização nos limites de tolerância, é prevista multa para excesso acima de 1.000 kg, além de ser considerada infração gravíssima. A cada 500 kg ou fração acima dos limites, a previsão de multa é de R$ 191,54.

Por esse motivo, é necessário estar sempre atento aos números estabelecidos na tabela de capacidade de carga de caminhões.

Tabela de capacidade de carga de caminhões: Conclusão

As leis relacionadas à tabela de capacidade de carga de caminhões podem parecer complexas e confusas, mas são elas que oferecem segurança no transporte de carga.

Respeitar a capacidade de carga se trata de segurança não apenas ao motorista, mas também aos pedestres e outros veículos que circulam pelas ruas e rodovias do país. Isso sem falar, é claro, das multas e penalidades, que podem comprometer a sua operação.

Esperamos que a tabela de peso de balança para caminhões ajude você.

Esteja sempre atento e, em caso de dúvidas, é só falar com a gente, ali nos comentários. É para isso que nós estamos aqui: para servir você como a principal fonte de informações sobre frete e serviço de transporte de cargas!

Guilherme Bitencourt

Guilherme Bitencourt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe este conteúdo
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
F-azul-transp.png

Seja um assinante Frete com Lucro e receba conteúdos exclusivos.