Carga-e-descarga-o-que-é-e-como-fazer-com-excelência
Carga e descarga: saiba o que é e como fazer com excelência

Carga e descarga: O que é e como fazer com excelência

Primeiramente, vamos começar respondendo o óbvio, porque o óbvio também precisa ser dito: O que é carga e descarga?

De modo geral, esse processo envolve desde o momento em que os produtos são inseridos dentro do veículo para transporte até quando são retirados, no destino final.

Simplificando assim até parece tudo fácil e lindo, não é? Mas você e eu sabemos bem de todos os desafios envolvidos em uma execução de carga e descarga que termina sem dores de cabeça!

E por que falar disso importa? Bem, ninguém deseja perder dinheiro e, em alguns casos, uma operação malsucedida significa justamente isto: grandes prejuízos que comprometem todo o orçamento da sua empresa.

Mas saiba que é possível você driblar esses problemas!

Veja, este texto não se propõe ser um manual definitivo sobre o assunto “carga e descarga”, mas acredite em mim: você certamente vai sair melhor dele, com o olhar de quem consegue antecipar problemas e otimizar melhor as suas operações.

Então, vamos lá? Espero que aproveite a leitura!

Principais problemas enfrentados durante a carga e descarga

Problemas são comuns e acontecem em qualquer área da vida humana, então não poderia ser diferente durante o transporte de produtos e na relação carga e descarga.

Mas, antes de te mostrar as possíveis soluções, é importante você conhecer alguns dos problemas mais comuns durante esse processo. Estas questões podem causar perda de produtividade e oferecer prejuízos para a empresa:

  1. Falta de planejamento
  2. Falta de estacionamento adequado
  3. Demora no processo de carga e descarga
  4. Mal preparo da equipe

1. Falta de planejamento

Certas cidades têm restrição quanto ao horário de circulação de veículos de transporte, e a falta desse planejamento antecipado pode comprometer toda a operação.

Por causa das restrições dessas cidades, os motoristas acabam sendo obrigados a circular em chamadas “janelas horárias”, o que acaba causando um pico de circulação e congestionamentos.

Além disso, às vezes faltam também as informações necessárias sobre a coleta ou entrega de sua carga. Qual é o resultado? Longas esperas e atrasos constantes, tudo pela falta de um alinhamento antecipado e bem planejado com a empresa.

2. Falta de estacionamento adequado

Imagine a seguinte situação: um motorista aguardando durante horas com o seu caminhão do lado de fora de uma empresa.

Em um cenário como este, além de o veículo e motorista poderem ser penalizados se não estiverem de acordo com as normas de trânsito, existe ainda um grande risco de roubo de cargas.

O problema infelizmente é comum: muitas cidades não possuem esses locais adequados para o motorista poder aguardar o momento de carga e descarga. Além de ser algo desconfortável, os riscos são bastante agravantes.

Em se tratando da falta de estacionamento adequado, não apenas veículos longos podem sofrer roubos e furtos, mas também carros e motos de transporte.

E para você ter mais segurança com a sua carga, te convido a baixar o nosso e-book gratuito com tudo que você precisa saber para contratar um Seguro de Carga Mensal!

3. Demora no processo de carga e descarga

Você pode imaginar o quanto de custos de logística um caminhão parado pode acabar gerando, não é? São horas extras a serem pagas ao motorista e mudanças de rota que podem prejudicar os prazos de entrega.

E cabe mencionar aqui uma mudança recente que trata justamente sobre o tempo limite para a carga e descarga: a nova lei limitou para cinco horas esse prazo!

Além disso, se descumprida, ela prevê uma multa proporcional ao tamanho da carga.

Um pouco mais adiante, eu vou comentar mais com você sobre a rigidez e as mudanças que essa nova lei trouxe.

4. Mal preparo da equipe

Uma equipe mal treinada pode colocar em risco a qualidade do serviço que está sendo prestado e, consequentemente, a qualidade do produto que está sendo manuseado.

Mas saiba que isso vai além: a falta de treinamento do time para o carregamento e descarregamento pode ainda colocar em risco a própria integridade física dele.

E como realizar a carga e descarga com excelência?

A quem você acha que mais interessa um processo de carga e descarga eficiente? Bem, na verdade interessa a todos os que estão envolvidos, não é?

Interessa bastante também ao próprio caminhoneiro, que apenas deseja entregar um trabalho de qualidade para poder retornar para sua casa e descansar com a família.

Sabendo disso tudo, chegou a hora de partirmos para as soluções! Você vai perceber que muitas delas envolvem aspectos como organização e treinamento.

Continue acompanhando!

1. Antecipe um planejamento estratégico

O sucesso de uma operação depende de um planejamento estratégico. Para isso, é muito importante você ter em mãos as informações sobre a coleta ou entrega, com total alinhamento com a empresa.

  • Saiba o horário para se apresentar na empresa
  • Identifique o local onde fica situada a carga e descarga

Ah, e não se esqueça: é recomendável que o motorista chegue até mesmo antes do horário estabelecido! Assim, além de evitar problemas com a circulação em caso de veículos longos, evita-se também as demoras e atrasos.

Desse modo, é possível garantir um carregamento e descarregamento tranquilo para todas as partes.

2. Faça a divisão das coletas e entregas em categorias

Quando se fala na otimização de processos costuma-se pensar muito em produtividade. E quando se fala em produtividade você lembra de quê mesmo?

Tempo! Acertei? E provavelmente você já deve ter ouvido alguma vez aquela máxima que diz “tempo é dinheiro”. Saiba uma coisa: esta é uma grande e antiga verdade.

Então, na hora de otimizar os seus processos, ganhar tempo e aumentar a produtividade, você pode contar com a organização como uma boa aliada e amiga.

Existem maneiras de organizar toda a mercadoria e garantir o sucesso da operação. Alguns fatores que você pode priorizar na organização são o tamanho da carga, a ordem e o endereço de entrega.

Agrupando-se as mercadorias conforme as suas características, você evita deslocamentos desnecessários, que comprometem justamente o tempo. Isso tudo gera, no longo prazo, o aumento dos seus lucros.

É fundamental que a organização se torne parte da cultura de sua empresa!

3. Identifique as restrições de trânsito

Um estudo da agência de transportes mostrou que essas restrições são tão complexas que podem variar entre cidades próximas – e até entre bairros, nos grandes centros.

Isso chega a ser surpreendente, e claramente não é um desafio fácil. Por isso, você precisa buscar entender exatamente o funcionamento em cada uma das cidades. Não existe outra saída!

Portanto,

  •  faça um planejamento do horário, certificando-se de que o horário de saída é adequado para o momento de carga ou descarga;
  •  se possível, conte com centros de distribuição. Eles se encarregam de transferir a carga por meio de veículos menores, livres de restrições.

Algumas soluções tecnológicas também podem ajudar na operação de carga e descarga. Você vai ler mais sobre elas um pouco a frente!

4. Invista em segurança

Se você quer garantir uma execução de carga e descarga tranquila, é fundamental que a equipe conheça bem os equipamentos e os procedimentos necessários.

Para que isso seja possível, ela precisa ser instruída, com treinamentos periódicos que reforcem a necessidade de um processo seguro. No dia a dia, é importante realizar check-lists de segurança dos sistemas e equipamentos antes de começar a jornada de trabalho.

5. Verifique o veículo de transporte

Cada veículo tem um tipo de carroceria, então é essencial que você conheça exatamente a sua estrutura para entender o tipo de carga que é compatível com ele.

Outro ponto importante a ser observado é a distribuição do peso dentro da carroceria. Para isso, a avaliação dos eixos do veículo é importante, para garantir segurança na viagem e evitar acidentes, que podem acontecer sobretudo em curvas.

6. Tenha cuidado com cargas perigosas

Você consegue definir bem o que é uma “carga perigosa”? Entenda como carga perigosa toda aquela que pode prejudicar a saúde das pessoas e aos seus bens e que também pode oferecer impactos ao meio ambiente. Conheça alguns tipos:

  • Explosivos
  •  Gases inflamáveis
  • Líquidos e sólidos inflamáveis
  •  Substâncias tóxicas
  • Materiais radioativos
  • Substâncias corrosivas

Esses tipos de cargas oferecem riscos diretos e indiretos no seu transporte, que vão desde acidentes a chances de explosões e incêndios.

Se o seu processo de carga e descarga oferece riscos, fique atento às seguintes recomendações:

  • Não permita nenhum tipo de carga extra
  • Verifique a sinalização dos rótulos de carga
  • Garanta a utilização de embalagens corretas
  • Garanta o uso dos equipamentos de segurança

Preocupe-se com todos os procedimentos de segurança, e mais uma vez eu vou lembrar você: o treinamento da equipe envolvida é sempre fundamental!

7. Certifique-se da conferência de cargas e documentos

Cabe ao motorista a responsabilidade de conferir não somente como a mercadoria está embalada, mas também se tudo está de acordo com os documentos fiscais.

Essa conferência é o que garante a ele a possibilidade de fazer alguma reclamação, caso alguma coisa não esteja dentro das instruções ou alguma carga esteja violada.

Bônus: Soluções tecnológicas garantem bons resultados!

Você sabia que é possível medir os indicadores de desempenho logístico? Hoje em dia existem até os rastreadores de carga, que facilitam demais toda a operação!

Independentemente de a sua empresa ser de pequeno ou médio porte, esses indicadores são fundamentais em qualquer processo de gestão!

Os novos sistemas e softwares centralizam as informações, o que garante um acesso fácil para a equipe gestora na hora de tomar decisões.

Na prática, essas soluções melhoram a comunicação, com dados que ficam presentes em toda a cadeia logística, reduzem riscos e garantem grande vantagem competitiva. E o que você tem a ganhar com isso?

Conquistar clientes é um desafio para qualquer empresa, você sabe. Mas, neste caso, além de ganhar a satisfação deles, você ganha também de fornecedores e funcionários! Tudo isso aliado à redução de despesas e aumento da lucratividade.

A lei que deixou o processo de carga e descarga mais severo

No ano de 2015, a Lei nº. 13.103 foi instituída com o objetivo de promover mudanças à profissão dos motoristas de transporte rodoviário de passageiros e cargas.

Você certamente acha esse assunto de leis difícil de entender, não é? Mas, calma! Eu trouxe aqui as principais mudanças para você entendê-las de forma simples:

1. Prazo limite

Como eu já tinha adiantado lá atrás, a nova lei determinou o prazo limite de 5 (cinco) horas para a carga e descarga de veículo de Transporte Rodoviário de Cargas.

Já tinha adiantado também que, se o prazo não for respeitado, ela prevê multas, certo? Então, trata-se de R$1,38 (um real e trinta e oito centavos) por tonelada/hora ou fração.

2. Tempo de espera

A mudança determinou que o motorista poderá ter indenização na proporção de 30% do salário-hora normal, conforme as horas de tempo de espera.

3. Jornada de trabalho

A jornada diária do profissional poderá ser estendida em até 4 (quatro) horas extraordinárias, desde que em acordo entre as partes.

4. Tempo de folga

Ela estabelece como obrigatório o descanso de 11 horas entre jornadas, com a possibilidade de essa folga ser fracionada.

5. Exames

A realização de exames toxicológicos torna-se obrigatória, pelo menos uma vez a cada 2 (dois) anos e 6 (seis) meses.

Conclusão

Apesar de parecer um processo simples, a operação de carga e descarga exige organização, competência e acompanhamento contínuo.

Afinal de contas, não adianta você apenas implementar novas medidas sem acompanhá-las, certo? É o acompanhamento do dia a dia o que vai te garantir resultados significativos e sustentáveis no longo prazo!

Agora eu convido você, nosso leitor, a contar para mim nos comentários qual é o grande desafio que você e a sua companhia enfrentam!

Vamos trocar experiências? Gostaria de saber sobre a sua história!