Publicado em 12/05/ 2020

Frete CIF e Frete FOB: O que São e Quais as Diferenças

A gestão de fretes atualmente é de grande relevância dentro das transportadoras, se tornando estratégica para ganhar mais mercado e satisfazer seus consumidores com rapidez e qualidade. Para facilitar essa gestão, os fretes foram categorizados em dois tipos: frete CIF e frete FOB.

O frete CIF significa Cost, Insurance and Freight, e o frete FOB, Free On Board. Cada qual com suas diferenças, devem ser avaliados, inclusive no quesito pagamento. Por isso, ao contratar um frete considere, além do preço cobrado, a qualidade do serviço, a reputação da transportadora, formas de pagamento e, principalmente, quem será o responsável pela entrega.

Entenda melhor as duas modalidades, frete CIF e frete FOB, para fazer a escolha correta.

Vem comigo!

Diferenças entre frete CIF e frete FOB

O frete CIF em português significa “custo, seguro e frete”, sendo pago na origem, pois o vendedor é quem assumirá os riscos e custos do transporte até a entrega do produto ao destinatário. Embora seja um pouco mais caro, geralmente os consumidores optam pelo frete CIF porque não necessitam lidar com manuseios.

Já o frete FOB quer dizer “livre a bordo”. Como assim? A responsabilidade sobre a mercadoria acaba quando o vendedor a despacha na transportadora. Neste momento, o comprador é quem contrai os riscos do transporte desde o embarque. Uma opção favorável aos vendedores.

Frete CIF e frete FOB: Em qual ocasião cada um deve ser usado?

Cada mercado utiliza mais uma modalidade. Por exemplo, o frete CIF é popular para negócios business to consumer (B2C) ou que tenha muitas remessas, mas para consumidores diferentes, como no e-commerce em que o cliente final paga pela mercadoria e pelo frete.

O FOB é mais usado no business to business (B2B), porque são cargas de alto valor agregado e consequentemente com frete mais caro. Por exemplo, indústrias que compram mercadorias de vários fornecedores, já são fidelizadas com algumas transportadoras por elas coletarem os produtos na fonte.

Qual tipo de frete devo escolher para o meu negócio?

Conforme já comentamos no tópico anterior, cada modalidade (frete CIF e FOB) são utilizadas de acordo com o mercado. Dessa maneira, não existe uma regra.

Para você ter ideia, existem até as empresas que optam pelas duas categorias, adotando-se o critério de escolha a avaliação das particularidades de cada produto. Evidentemente, esta é mais uma vantagem competitiva da qual a companhia pode ser valer no mercado!

No Brasil, devido às suas vantagens, o INCOTERM CIF é o mais utilizado.

Como é realizado o monitoramento?

Geralmente, no frete CIF o cliente não consegue fazer o monitoramento porque o controle é de responsabilidade do fornecedor. Por outro lado, no frete FOB o vendedor pode optar em não fazer o acompanhamento já que o comprador é o encarregado da mercadoria.

No modal rodoviário, a maioria dos fretes realizados pelas transportadoras são os fretes CIF, assim a empresa fará o rastreamento do status e elaborará soluções para qualquer eventualidade com rapidez. A boa conduta é que o cliente final seja informado de todos os passos até a entrega da mercadoria.

Outra diferença entre frete CIF e frete FOB está no custeio do frete, nas responsabilidades ao contratar o transporte e nos cuidados com a carga. Por isso, é relevante saber as características de cada tipo de frete para escolher a melhor opção. Esteja atento às necessidades dos clientes para oferecer a alternativa mais adequada.

De que maneira uma planilha de cálculo de frete pode ajudar no frete CIF e FOB?

Para calcular o valor do frete, com precisão e segurança, o uso de uma planilha de cálculo de frete agilizará o processo, pois o pagamento e suas formas sofrem divisões entre o cliente e a empresa no caso do frete CIF. O preço do frete já consta no custo da mercadoria e o valor é repassado ao consumidor em sua totalidade.

Quanto ao ICMS o fornecedor pode pagar no valor total do frete e não gerar custos adicionais ao comprador, ou cobrar separadamente incluindo a informação na Nota Fiscal. Para o frete FOB, o frete não está embutido no valor da mercadoria. Ele será especificado à parte, sendo que o valor indicado no documento será a base de cálculo dos tributos. Qualquer um dos fretes escolhidos será somado ao valor da Nota Fiscal para os cálculos de ICMS, IPI, PIS e COFINS.

Saber escolher entre frete CIF e FOB ajuda a empresa a traçar melhores estratégias de mercado. Assim, esteja atento aos desejos de seus clientes para ofertar o que há de melhor para ele!

E para a segurança da sua mercadoria, você pode realizar uma cotação, totalmente online e gratuita, com a Mutuus Seguros!

Redação do Frete com Lucro

Redação do Frete com Lucro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe este conteúdo
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
F-azul-transp.png

Seja um assinante Frete com Lucro e receba conteúdos exclusivos.