Porto de Santos: conheça o gigante do setor de transporte e logística brasileiro
Porto de Santos: conheça o gigante do setor de transporte e logística brasileiro

Porto de Santos: conheça o gigante do setor de transporte e logística brasileiro

O Brasil detém o maior porto da América Latina, o Porto de Santos. Ele atua com armazenagem, além da movimentação de cargas e passageiros. É uma estrutura de grandes dimensões localizada entre os municípios de Santos, Guarujá e Cubatão, em São Paulo.

O complexo portuário realiza a movimentação de cargas variadas de todos os estados brasileiros e, dessa maneira, tem papel importante na economia nacional. Além disso, suas operações representam 25% do comércio exterior brasileiro.

Quer entender melhor como funciona o Porto de Santos, quais são suas particularidades e sua relevância nas operações de transporte e logística nacionais? Então continue a leitura!

O que é e qual a história do Porto de Santos?

O funcionamento do Porto de Santos data do início do século XVI, através do controle público — que se manteve até o final do século XIX. A partir de então, as atividades foram concedidas à iniciativa privada, passando a ter a gestão da Companhia Docas de Santos (CDS).

Em 1892, a CDS inaugurou 260 metros de cais, o que deu início ao primeiro Porto Organizado do Brasil. Em 1980, acabou a concessão dos serviços à CDS e a administração voltou a ser do Governo Federal, realizado então pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Já em 1993, com a Lei dos Portos, as operações portuárias passaram para o setor privado e a Codesp assumiu como Autoridade Portuária de Santos, chamada de Santos Port Authority (SPA). Essa é a estatal que administra e dita as regras e regulamentos de exploração do local.

Organização da estrutura portuária

Agora que você conferiu o histórico do complexo, é necessário entender que a sua exploração é prerrogativa do Governo Federal. Dessa forma, os terminais localizados dentro do Porto Organizado têm jurisdição da SPA.

Eles são concedidos pela União para as companhias privadas por meio de arrendamentos, com prazos e obrigatoriedade de investimentos fixados em contrato. Fora do Porto Organizado, a União concede autorização para que agentes privados possam realizar atividade portuária.

Eles são chamados de Terminais de Uso Privado (TUP). Além das empresas de iniciativa privada, o Complexo Portuário de Santos conta ainda com o trabalho de diversos profissionais (públicos e privados) que atuam em diversas funções.

Entre elas:

  • fiscalização;
  • operação portuária;
  • assessoramento;
  • fornecimento de bens e serviços portuários;
  • agente marítimo;
  • armador;
  • rebocador;
  • despachante aduaneiro.

Quais as características do complexo portuário?

Depois de acompanhar um panorama geral do funcionamento do Complexo Portuário de Santos, é interessante entender algumas características do local.

A primeira delas é que, além da movimentação de passageiros, há uma diversidade de cargas que são operadas no porto.

Algumas delas são:

  • granel sólido vegetal (açúcar, trigo, soja, milho, café);
  • granel líquido (sucos cítricos);
  • granel sólido mineral;
  • carga geral/contêineres;
  • carga geral/veículos;
  • celulose;
  • combustíveis;
  • proteína animal;
  • fertilizantes.

Como se vê, o porto tem ampla importância econômica para o Brasil e destaque internacional. Por isso, não é surpresa os dados referentes ao volume de cargas movimentadas no complexo: em março de 2021 foram 15,2 milhões de toneladas.

Outros dados do Complexo Portuário de Santos, válidos em março de 2021, eram:

  • área total de 1.422.949,89 m² e ainda pode ser expandido;
  • conexão com mais de 600 destinos e movimentação de cargas de mais de 200 países;
  • operações realizadas em 53 terminais e 60 berços, sendo que a maioria deles tem 15m de profundidade;
  • 33 armazéns de granel sólido, com capacidade armazenamento de 2.513.500 t;
  • 10 armazéns de granel sólido mineral com capacidade de armazenamento de 703.000 t;
  • 967 tanques de granel líquido com capacidade de 2.178.785 m³
  • maior porto brasileiro em movimentação de contêineres e de granéis sólidos vegetais;
  • o segundo maior porto da América Latina em movimentação de contêineres;
  • considerado a maior porta de entrada e saída de mercadorias do país;
  • contemplado por modais rodoviário, ferroviário e dutoviário.

Qual a importância do Porto de Santos para o setor de transporte e logística?

Depois de conhecer o Porto de Santos, é importante entender sua relevância para o setor de transporte e logística nacional. Como você viu, é uma estrutura de grandes dimensões e que realiza a movimentação de altos volumes de uma grande variedade de cargas.

Além disso, o Porto de Santos é fundamental para conectar com destinos internacionais, com a movimentação de cargas de exportação e importação. Por isso, tem papel importante na balança comercial brasileira: é considerado o maior porto exportador de açúcar, soja e milho do Brasil.

Escoamento de bens e mercadorias pelo Brasil

É preciso salientar que o complexo é essencial para a operação de escoamento dos bens e mercadorias de diversos estados brasileiros.

Sua zona de influência primária, que contempla os estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, representa 67% do PIB brasileiro. São estados que contam com uma ampla malha rodoviária, ferroviária e hidroviária, com destaque na cadeia logística nacional.

No caso das rodovias, o acesso ao complexo é feito pelo:

  • Sistema Anchieta-Imigrantes;
  • Cônego Domênico Rangoni;
  • BR-101 (Rio Santos);
  • SP-55 (Rodovia Padre Manoel da Nóbrega).

Há também a área de influência secundária ao Porto de Santos, em que estão os estados da região Sul, além de Bahia, Tocantins, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Portanto, o complexo portuário oferece alta demanda para as empresas transportadoras e transportadores autônomos, que fazem a movimentação de carga para exportação ou para o mercado interno, atendendo todo o Brasil.

É válido destacar que ele tem uma operação bastante dinâmica, pois o porto funciona 24 horas por dias e 7 dias por semana. Assim, oferece boas oportunidades para quem atua no setor de transporte e logística.

Neste artigo, você compreendeu por que não é exagero considerar o Porto de Santos um gigante do setor portuário. Devido à grande quantidade de cargas que são movimentadas no complexo, é uma estrutura que aquece a área de transportes e logística nacional.

Para realizar as operações de transporte até o Porto de Santos ou do complexo para os diversos estados brasileiros, é preciso trafegar com segurança. Converse conosco e descubra opções de seguro completas e acessíveis para o transporte de cargas!