Publicado em 02/02/ 2022

Logística e transportes: qual é o objetivo e quais são os desafios – e como superá-los?

Logística e transportes: O setor de transporte está intimamente ligado à logística. Para o ciclo logístico acontecer, o transporte é um fator essencial.

Logística e transportes é uma combinação que contribui para o crescimento da economia brasileira. Nos últimos tempos, tudo isso foi intensificado. O setor explodiu. Desde o início da pandemia, a taxa de abertura de lojas virtuais aumentou 400%. As vendas online, consequentemente, dispararam 387% ao longo de 2020.

O volume de vendas menores, direto para o consumidor final, aumentou. Ou seja, os vendedores e os transportadores passaram a lidar com um número muito maior de pequenas entregas nas casas de diferentes clientes espalhados por todos os cantos do país.

A logística tem tudo a ver com o sucesso desse processo!

Quais os principais objetivos da logística e transportes?

Logística e transportes: objetivos

É muito comum que as pessoas confundam logística e transporte, mas a verdade é que eles não são a mesma coisa.

O transporte é a movimentação dos produtos, a saída do caminhão da porta do vendedor até a entrega dos pedidos na casa ou na loja do cliente.

Já a logística é todo o planejamento e organização do processo inteiro, para que a etapa do transporte seja bem sucedida. É a logística que vai permitir que a rota de entregas seja bem aproveitada e que as entregas sejam feitas dentro dos prazos combinados.

Ela é a responsável pela execução eficiente, envolvendo armazenamento, transporte e entrega. O papel da logística é fazer isso com qualidade e agilidade.

Logística e transportes: quais são os desafios? Como superá-los?

logística e transportes: quais são os desafios?

Para que todo o processo logístico aconteça de forma eficiente e integrada, alguns desafios precisam ser ultrapassados.

Alguns desses desafios são:

Falta de segurança nas estradas

Temos no Brasil cerca de 1,7 milhão de quilômetros de rodovias. É a quarta maior malha rodoviária do mundo. 62% dessa malha rodoviária brasileira é usada para o transporte de cargas.

E temos mais um número impressionante:

O transporte rodoviário, que responde por cerca de 6% do PIB nacional, é o meio de transporte que mais movimenta as mercadorias no Brasil.

Apesar da importância que o transporte rodoviário tem para a logística e transportes, é justamente ele que representa uma boa parcela da dor de cabeça.

Entenda os riscos:

Logística e transportes e o roubo de cargas

Existe muita criminalidade nas estradas brasileiras, causando um enorme impacto financeiro em quem trabalha e depende do setor de logística e transportes. A perda de mercadorias por roubo causa prejuízos aos fabricantes, aos operadores logísticos e aos clientes.

Com tamanha falta de segurança nas estradas, a melhor solução para driblar o problema é a contratação de seguro. Como não está nas nossas mãos resolver o problema da criminalidade, a contratação de seguro impede maiores prejuízos, pois vai ressarcir o contratante em caso de perdas. Ou seja, seguros protegem tanto as cargas, quanto as frotas.

Os seguros podem não acabar com a criminalidade. Mas reduzem, significativamente, os danos financeiros dos envolvidos.

Escolha uma empresa confiável e contrate seguro para sua carga.

Acidentes

Quem está na estrada, corre o risco de sofrer algum acidente. E a verdade é que, no Brasil, os índices de acidentes de veículos pesados são elevados. Eles podem ocorrer por diversos motivos, como, por exemplo:

  • Excesso de volume da carga;
  • Excesso de peso da carga;
  • Descumprimento de leis de trânsito;
  • Cansaço – motoristas que fazem longas viagens sem paradas para descansar;
  • Más condições das estradas;
  • Imprudência.

A empresa de transporte pode tomar algumas medidas preventivas para evitar ou reduzir acidentes envolvendo sua frota.

Uma medida importante é investir em treinamentos técnicos e de conscientização para os motoristas, além de controlar o tempo em que um motorista permanece na direção.

A manutenção dos caminhões também é extremamente importante para evitar acidentes por problemas mecânicos, por exemplo.

Além disso, a contratação de seguros é outra medida essencial para que, em caso de acidentes, os prejuízos sejam reduzidos.

Más condições das entradas

Boa parte das estradas e rodovias brasileiras têm condições precárias. A CNT (Confederação Nacional do Transporte) tem diversos estudos que apontam os problemas nas rodovias.

Isso representa um aumento dos custos de manutenção dos veículos, além de elevar as chances de acidentes e até mesmo de roubo de cargas.

Profissionais qualificados

Mais um dos desafios do setor de logística e transporte é encontrar profissionais qualificados para atuarem na área.

É necessário contratar motoristas, indispensáveis para os transportes e com um papel importante: são eles que assumem a responsabilidade sobre a carga transportada durante o trajeto. Motoristas devem ter qualificação técnica, ou seja, treinamentos e habilitação para exercerem a profissão, e ainda melhor se tiverem experiência na direção.

E também é necessária a contratação de pessoas que atuem na gestão e operacionalização de todo o processo logístico. Isso abrange desde pessoas o planejamento e organização para que o trabalho seja efetivo e alcance os objetivos, quanto pessoas responsáveis pelo trabalho operacional: atendimento a clientes, faturamento e expedição, por exemplo.

Esses profissionais precisam ter conhecimento para gerenciar a logística e transportes, manusear cargas de forma segura e fazer o armazenamento usando métodos eficientes.

Desse modo, é importante que esses profissionais tenham competências para resolver situações típicas do setor de logística e transportes, que envolvem:

  • Conhecimento sobre a legislação de transporte;
  • Habilidade para resolução de problemas;
  • Conhecimento em sistemas de gestão, roteirização e rastreamento;
  • Conhecimento sobre tributos.

Necessidade de terceirização de serviços

Muitas empresas que precisam de serviços de logística e transportes, não tem uma frota própria ou um setor dentro da empresa, responsável por essa parte do processo. Nesses casos, essas empresas optam por terceirizar, ou seja: contratar empresas de logística e transportes, especializadas nesse tipo de serviço.

Apesar de ser uma excelente solução, encontrar um bom operador logístico exige uma análise cuidadosa.

É preciso entender aquela empresa de transporte e analisar se a sua capacidade de carga é compatível com o que você precisa para escoar seus produtos. É preciso analisar questões como:

  • Qual a abrangência geográfica que a empresa de transportes cobre?
  • Qual o tamanho da frota?
  • Como funcionam os prazos de entrega?
  • A frota está em boas condições?
  • Que tipo de veículos eles possuem?
  • Sua empresa precisa de veículos especiais, como é o caso dos refrigerados, por exemplo?
  • A empresa de transporte oferece um serviço completo, que atende a todas as suas necessidades?
  • Qual o valor cobrado?

É comum que, quando uma empresa contrata uma empresa de logística e transportes, haja uma parceria de longo prazo, por isso é essencial avaliar todos esses pontos. Além do mais, a possibilidade de parcerias de longo prazo também aumentam as chances de melhores condições de preço.

Tabela de preços do frete

As empresas de logística e transportes mais antenadas estão atentas às evoluções do mercado: estão investindo em ferramentas de gestão e qualidade, infra-estrutura e modernização de equipamentos e sistemas.

As que não estão fazendo isso, ficarão para trás.

Acontece que todas essas melhorias, além de impactarem na qualidade do serviço prestado, impactam também no preço do frete e dos serviços de logística como um todo.

Oferecer mais qualidade é bom também para quem contrata essas empresas, afinal, essa qualidade reflete no cliente final e, consequentemente, são capazes de contribuírem para o aumento das vendas. Ainda assim, o controle de custos é sempre importante.

Uma das melhores formas de reduzir os custos com frete é ter parcerias com empresas de logística e transportes, negociar valores e aumentar o número de remessas, reduzindo o valor do frete proporcional a cada produto.

É um círculo:

Você contrata uma boa empresa de logística e transportes (que cobra mais caro), e que entrega seus produtos ao cliente final com pontualidade, qualidade e cortesia. O cliente, satisfeito, vai comprar mais. Com um volume maior de compras, é possível negociar os valores de frete.

Concorrência

O leque de concorrentes é um desafio em qualquer setor. E, como em todo caso, as melhores empresas são as que se destacam, as que têm mais clientes e as que têm um melhor retorno financeiro.

Para isso, você não precisa ser, necessariamente, o mais barato. Tomar medidas para reduzir custos e ser possível oferecer um melhor preço, é importante. Porém, para muitos contratantes, o que mais pesa na hora de contratar uma transportadora, é a qualidade do serviço.

É importante se certificar de que os produtos serão entregues na data combinada e sem avarias. Oferecer um leque de serviços que facilite a vida do contratante. E, também, prestar um bom atendimento, tanto ao contratante, quanto aos clientes dele no momento de fazer a entrega do produto.

Logística e transportes: Conclusão

Até pouco tempo, o foco dos transportes no Brasil era B2B, ou seja, entre empresas, envolvendo entrega de matérias primas para fábricas ou entrega de produtos acabados para lojas e distribuidores.

Hoje, uma grande fatia dos transportes também envolve pequenas entregas direto para consumidores finais.

Isso quer dizer que antes o sistema era mais simples: grandes carregamentos eram transportados de uma empresa para outra. Hoje, além das entregas B2B, pequenas entregas precisam ser feitas de porta em porta, para milhões de consumidores que fazem seus pedidos pela internet.

Todas essas entregas precisam ser entregues com pontualidade, qualidade e segurança. Mais do que isso: toda a organização do transporte precisa ser feita de forma que gere lucro para a empresa transportadora. Que ela use seus recursos, equipamentos e funcionários de forma eficiente e ágil.

Essa é a função da logística e transportes e, para que isso, de fato, aconteça, alguns desafios existem e precisam ser superados. Alguns desses desafios estão relacionados com fatores externos, como a má condição das rodovias brasileiras e a criminalidade nas estradas, causadora de roubo de cargas.

Outros desafios são ligados a fatores internos, como a contratação de bons profissionais e necessidade de investimento em melhorias.

Todos esses desafios, porém, tem soluções. E esse foi o foco desse assunto: soluções.

Se o seu objetivo for melhorar sua rentabilidade nos transportes reduzindo riscos, o que você precisa é de mais segurança. Clique aqui e faça a cotação de um seguro para sua carga. É rápido. É seguro. É necessário.

Guilherme Bitencourt

Guilherme Bitencourt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe este conteúdo
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
F-azul-transp.png

Seja um assinante Frete com Lucro e receba conteúdos exclusivos.