Publicado em 02/02/ 2022

Seguro Transporte Internacional: tudo que você precisa saber sobre este assunto

O comércio internacional é um mecanismo gigante no mundo inteiro. Independente se estamos falando sobre exportação ou de importação, ambos os lados da moeda movimentam valores que – talvez – você nem imagina.

O comércio internacional move a economia de, praticamente, todos os países do mundo, seja com a entrada de mercadorias que aquele país não produz ou com a saída de mercadorias que aquele país produz em excesso.

Em 2021, o Brasil exportou para mais de 280,6 bilhões de dólares, enquanto importou o equivalente a 219,4 bilhões de dólares. Isso deixou o país com um superávit de 61,2 bilhões de dólares.

Esse mercado gigantesco conta com um grande aliado para que possa funcionar em pleno vapor: o transporte internacional. Esse, por sua vez, conta com um segundo aliado importante para driblar possíveis problemas durante o trajeto de entrega das cargas: o seguro internacional.

A questão é:

Você sabe tudo que precisa saber sobre seguro internacional de cargas?

Esse tipo de seguro é necessário para quem? Para quem exporta ou para quem importa? Para quem compra ou para quem vende? É financeiramente viável contratar um seguro internacional? É fácil contratar?

Essas e muitas outras perguntas serão respondidas ao longo deste texto.

E você vai precisar de menos de 10 minutos.

Vamos lá?

O que é o Seguro Transporte Internacional de Cargas?

Empresas que vão negociar mercadorias com outros países precisam entender sobre seguros internacionais. O seguro internacional pode ser contratado tanto pelo exportador quanto pelo importador.

O grande objetivo do seguro de cargas é proteger comprador e vendedor contra eventuais prejuízos causados por acidentes com a carga.

Nas cargas internacionais que, teoricamente, vão passar muito tempo em trânsito, fazer um seguro é essencial. Um contêiner da China para o Brasil, por exemplo, fica até 45 dias em trânsito marítimo.

Ao exportar ou importar, o seguro internacional das cargas pode ser responsabilidade tanto do comprador quanto do vendedor – a depender da incoterm negociada

Seguro transporte internacional: Por que contratar?

Uma das grandes preocupações de quem vende e de quem compra, é manter a integridade das cargas. Justamente pela distância dos transportes internacionais, pela necessidade de transbordos e o manuseio das cargas – até mesmo para inspeções alfandegárias.

Quem vende quer se certificar de que a mercadoria vai chegar em perfeitas condições e sem avarias. Muito além de quem é a responsabilidade para a contratação, o que um vendedor quer é manter um cliente. Mesmo que a responsabilidade da contratação seja do comprador internacional, é importante indicar um seguro confiável.

Quem compra quer evitar surpresas desagradáveis no recebimento da carga. Em casos de problemas durante o transporte ou problemas no manuseio da carga que causem avarias no produto, não há muito o que se fazer. Mas quando o importador tem seguro internacional da carga, consegue evitar algo muito importante: prejuízos financeiros.

Ao contratar o seguro internacional, os negociadores podem contar com um serviço responsável por evitar perdas financeiras. O que você recebe ao contratar um seguro? Tranquilidade.

É obrigatório?

Do ponto de vista do embarcador, ou seja, o “dono” da carga, não há nada que o obrigue a fazer um seguro. Legalmente, o seguro não é obrigatório.

Pode ser comparado com o seguro que você faz para o seu carro. Ninguém obrigou você a fazer, certo? Você contratou um seguro para o carro por segurança, como uma medida protetiva, buscando se precaver contra um possível acidente.

Um seguro de transporte internacional é a mesma coisa. Ninguém vai obrigar você a fazer. Mas se acontecer qualquer coisa errada, o seguro será fundamental para evitar maiores dores de cabeça.

Se você for o exportador, o seguro vai facilitar que você não perca o dinheiro nem o cliente.

Se for o importador, vai evitar perder a carga e o dinheiro da compra.

Tipos de seguro de transporte internacional

Existem duas modalidades para o seguro de transporte internacional de cargas. O que vai definir qual dessas modalidades é mais adequada para o caso da sua empresa, é a frequência que você vai precisar contratar o serviço.

Sua empresa ainda está começando no comércio internacional – seja na exportação, seja na importação – ou você não tem demanda para uma grande quantidade de cargas? Digamos que você precisa de um seguro esporádico a cada seis meses.

Nesse caso, a modalidade que melhor se encaixa para a sua empresa, é o seguro avulso. Ele é ideal para viagens isoladas, um seguro que vale para apenas aquele transporte específico, com data e rota certas para começar e terminar.

Agora, se a sua empresa tem uma grande movimentação internacional – com muitas entradas ou saídas de cargas – e você precisa movimentar contêineres com frequência, então a melhor modalidade para a sua empresa é o seguro apólice aberta. Esse tipo de contrato é indicado para empresas que realizam operações internacionais mensais.

O seguro apólice aberta costuma ter contratos válidos por doze meses.

Quais os tipos de cobertura do seguro transporte internacional de carga?

As apólices para cargas de importação ou exportação, dependem do tipo de produto transportado também das Incoterms.

Essas apólices do seguro transporte internacional podem ter coberturas integrais ou parciais:

  • Cobertura básica ampla A;
  • Cobertura básica restrita B;
  • Cobertura básica restrita C.

O que o seguro transporte internacional cobre?

É sempre importante ficar atento à cobertura do seguro que você está contratando. A cobertura significa quais situações serão indenizadas pela seguradora ao segurado. Cada cobertura varia de acordo com a apólice.

A cobertura básica ampla A cobre qualquer dano de causa externa (acidentes, desastres naturais, incêndios, roubo e avarias). A cobertura básica restrita B oferece uma garantia de prejuízo parcial e total da carga frente a acidente com o veículo de transporte. E a cobertura básica restrita C cobre a perda total da mercadoria por conta de acidente com o veículo de transporte e pode incluir o roubo do produto.

A empresa contratante ainda acrescentar outros serviços na apólice de seguro, tornando-o ainda mais completo:

  1. frete e/ou de seguro;
  2. despesas;
  3. tributos (mercadorias importadas);
  4. tributos (mercadorias exportadas);
  5. lucros esperados;
  6. mercadorias em devolução ou redespachadas;
  7. embarques aéreos sem valor declarado (svd);
  8. embarques em navios com denominação a avisar em viagens nacionais;
  9. classificação de navios em viagens internacionais;
  10. transbordo e desvio de rota;
  11. riscos de greves;
  12. riscos de guerra para embarques aquaviários e aéreos;
  13. prorrogação de prazo de duração dos riscos;
  14. extensão de cobertura e abertura de volumes;
  15. benefícios internos;
  16. destruição;
  17. mercadorias transportadas em veículos do segurado;
  18. roubo (somente com a cobertura básica restrita – b);
  19. extravio (somente com a cobertura básica restrita – b);
  20. riscos de quebra (somente com a cobertura básica ampla – a).

O que o seguro transporte internacional não cobre?

Segundo a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), o seguro de carga não cobre perdas, danos e despesas consequentes de:

  • Má conduta intencional do segurado;
  • Falta total, parcial ou obtenção de mão de obra de qualquer natureza que seja resultante de qualquer greve, “lock-out”, distúrbio trabalhista, tumulto ou comoção civil;
  • Qualquer reclamação com base na perda ou frustração da viagem ou aventura;
  • Guerra, guerra civil, revolução, rebelião, insurreição ou comoção civil resultantes das mesmas;
  • Atos de hostilidade de — ou contra — uma potência beligerante;
  • Inadimplência.

Como contratar?

Como cotar e contratar o seguro transporte internacional

É simples contratar um seguro transporte internacional. Basta entrar em contato com uma corretora de seguros, pedir um orçamento e fechar o negócio.

Você precisará informar alguns dados referente àquele envio internacional, como a modalidade do transporte (terrestre, em casos de envios para países vizinhos, marítima ou aérea) e condições negociadas naquela operação. Além disso, serão avaliados quais os riscos aquele transporte envolve.

Quanto custa o seguro de transporte internacional?

Cada apólice de seguro de transporte é única. A cotação do seguro transporte internacional é feita sobre a operação do contratante, levando em conta diversos aspectos como o tipo de veículo de transporte, o destino, os tipos de cobertura, o período de cobertura, se os produtos são perecíveis ou não e qual o tipo de embalagem utilizada.

Principais termos de uma proposta de Seguro Internacional de Cargas

Ao assinar o contrato de qualquer ordem, tudo é importante. Mas existem alguns detalhes que merecem atenção especial ao analisar uma proposta de seguro:

  • Valor do prêmio;
  • Franquia da apólice;
  • Verbas ou importâncias seguradas;
  • Prazo de vigência;
  • Lista de bens não compreendidos na apólice de seguro;
  • Limite máximo de garantia;
  • Riscos cobertos pela apólice.

Conclusão

Seguro transporte internacional: conclusão

Empresas que trabalham com comércio internacional precisam entender sobre seguro internacional de cargas. É uma garantia necessária e que evita muitas dores de cabeça em caso de acidentes ou roubo da carga, por exemplo.

Imagine que você compre um contêiner recheado de produtos dos Estados Unidos e pague por isso uma boa quantidade de centenas de dólares – e essa carga é roubada.

Sem seguro, não há muito o que fazer: haverá um grande prejuízo, e nenhum produto importado em mãos. Agora, se você tiver uma boa apólice de seguro transporte internacional, apesar do transtorno do ocorrido, não terá um rombo financeiro na conta da empresa.

Esse tipo de seguro é necessário para qualquer empresa que negocie com outros países, seja importando ou exportando.

Contratar um seguro é muito fácil. E se torna extremamente viável se você calcular o valor que está em jogo – ou em trânsito.

Faça a cotação do seu seguro transporte.

Guilherme Bitencourt

Guilherme Bitencourt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe este conteúdo
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
F-azul-transp.png

Seja um assinante Frete com Lucro e receba conteúdos exclusivos.